hegaram a 106% com total de 579 leitos em MS

 54% dos mortos por covid não tomaram nem a 1ª dose da vacina

Desde que a vacina contra covid foi disponibilizada para a população, mais da metade das mortes pela doença em Campo Grande foram de pessoas que não se imunizaram. De janeiro até metade de dezembro, foram 2.240 moradores que morreram por coronavírus e não tomaram ao menos a primeira dose da vacina. O número representa 54% do total de 4.115 óbitos registrados no município.

Seja por não terem tido a oportunidade ou por decidirem não se vacinar, a explica que a contaminação pelo vírus pode ter acontecido antes mesmo da pessoa ser elegível para a vacinação.

“Com a conclusão do esquema vacinal da população, o número de óbitos começou a decrescer no município, o que pode ser observado em maio, onde o total de óbitos de pessoas sem nenhuma informação sobre vacinação é quase a metade no mês anterior”, disse em nota. A partir da data em que houve a ampliação da vacina a todo o público elegível em Campo Grande, os dados mostram serem 35 óbitos sem registro de vacinação entre o início do mês de setembro, quando toda a população com 12 anos ou mais já poderia ser vacinada, e a data atual.

Vale lembrar também que pode não ter tido o registro sobre a aplicação da vacina após a morte, não sendo preenchida a parte do formulário destinada a esta informação. A SES (Secretaria de Estado de Saúde) disse que não tem um sistema próprio para filtrar as informações referentes aos óbitos de pessoas sem vacina e explicou que cada tem a sua dinâmica.