Cotidiano

Cidades de MS que já estiverem com doses devem começar vacinação às 8h de terça, diz SES

O secretário estadual de saúde de Mato Grosso do Sul, Geraldo Resende, informou no início da tarde desta segunda-feira (18) que a vacinação começa, oficialmente, às 8h desta terça-feira (19), nas cidades que já tiverem recebido as doses. Conforme o titular da SES (Secretaria Estadual de Saúde), o Estado recebeu 158.766 doses, sendo que 91 […]

Gabriel Maymone Publicado em 18/01/2021, às 13h13 - Atualizado às 15h44

Secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende. (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)
Secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende. (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax) - Secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende. (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

O secretário estadual de saúde de Mato Grosso do Sul, Geraldo Resende, informou no início da tarde desta segunda-feira (18) que a vacinação começa, oficialmente, às 8h desta terça-feira (19), nas cidades que já tiverem recebido as doses.

Conforme o titular da SES (Secretaria Estadual de Saúde), o Estado recebeu 158.766 doses, sendo que 91 mil serão para imunizar indígenas aldeados e outras 61 mil para o restante da população. A remessa já conta com a aplicação da 2ª dose – que deve ser feita em até 28 dias após a primeira. Assim, nesse primeiro momento, serão imunizadas cerca de 76 mil pessoas em todo MS.

Resende destacou que ainda não tem o número exato de doses que serão enviadas para cada município. Semana passada, o secretário municipal de saúde de Campo Grande, José Mauro, havia informado que pelas contas da secretaria, o município deveria receber algo em torno de 30 mil doses.

A previsão do secretário é que, assim que as doses cheguem a Campo Grande, seja iniciado o plano de distribuição, que conta com apoio dos bombeiros, PM e Polícia Civil. O prazo é de que entre 24h e 48h todos os demais 78 municípios de MS recebam as doses. “Já foi montado o itinerário. As equipes sabem onde vão pegar e deixar as vacinas”, pontuou Resende.

“Estou com sentimento de dever cumprido. Estamos construindo um momento muito importante para a saúde pública do país. Em diversos momentos tivemos falar fortes, pois estávamos vendo que uma parcela da população não estava contribuindo”, disse o secretário estadual de saúde, Geraldo Resende.

Prioridade

Essas primeiras doses serão utilizadas para imunizar profissionais de saúde que atuam na linha de frente no combate da pandemia, como os que atuam nas UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) em hospitais que recebem pacientes com Covid-19 e para idosos asilados (em asilos públicos e particulares).

O primeiro a ser vacinado em MS ainda não foi definido, mas sabe-se que será um profissional da saúde da linha de frente que trabalha no HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul) – o hospital referência para tratamento da doença no Estado.

Ele será vacinado ainda nesta segunda-feira em ato simbólico, que também terá a vacinação de um idoso do Asilo São João Bosco e de um indígena, conforme planos do governo.

Conforme Resende, o ministro da saúde, Eduardo Pazuello, informou que na semana que vem irá distribuir mais 3 milhões de doses de vacina no país. A quantidade que chegará ao Estado ainda não foi definida.

Por fim, o secretário informou que a imunidade de rebanho só deve ser alcançada num prazo de 6 a 8 meses e que, até lá, as pessoas devem continuar mantendo todos os cuidados de saúde como uso de máscara, distanciamento e medidas de higiene.

Jornal Midiamax