Cotidiano

Bairros de Campo Grande ficam sem luz após chuva e ventos de 53 km por hora

Pelo menos dois bairros foram afetados pelo tempo

João Ramos Publicado em 26/09/2021, às 20h11

União e Vila Progresso reclamaram ao Midiamax
União e Vila Progresso reclamaram ao Midiamax - (Foto: Reprodução)

Acompanhados de fortes chuvas, ventos que chegaram a 53 quilômetros por hora na tarde deste domingo em Campo Grande deixaram alguns bairros da Capital sem energia.

De acordo com leitores do Jornal Midiamax, pelo menos os bairros União e Vila Sobrinho foram afetados pelo tempo. "Mal começou a chuva, acabou a luz na Vila Sobrinho toda", afirmou um morador.

"Mais de uma hora e Energisa não atende o telefone, desde às 18 horas", contou ele.

Conforme moradora do bairro União, lá a situação é ainda mais grave. "Estamos sem energia elétrica desde às 15h30, já entramos em contato com a empresa, mas até agora nada", relatou a mulher.

"Temos um bebê em casa, consegui fazê-lo dormir, mas daqui a pouco vai acordar. Vou ter que cozinhar no escuro", lamentou a moradora.

Procurada pelo Midiamax, a Energisa enviou um retorno às 21h40 deste domingo:

"A Energisa esclarece que o temporal que atingiu a Capital na tarde deste domingo (25/9) veio acompanhado de descargas atmosféricas e a velocidade dos ventos derrubou coqueiros na Rua Camboriú, Vila Sobrinho. Já na Rua Antônio João Escobar, no Conjunto União, o mau tempo provocou a queda de árvores e galhos, ocasionando o rompimento de cabos e danos à rede elétrica.

Equipes da concessionária estão no local executando os reparos para restabelecer o fornecimento o mais rápido possível e previsão é de que em torno de uma hora seja normalizado.

A Energisa orienta que ocorrências envolvendo queda de árvores de grande porte e volume expressivo de vegetação na via, que impeçam a atividade das equipes da concessionária, se faz necessária a atuação do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil no corte e retirada de galhos para que a recomposição do sistema elétrico seja concluída", diz a nota.

*Matéria atualizada às 21h46 para acrescentar a devolutiva da Energisa.

Jornal Midiamax