Cotidiano

Atleta de 'strongman' representa MS e garante o título na modalidade nacional

No ranking mundial da categoria, até 105 kg, 258 atletas participaram da competição

Mariane Chianezi Publicado em 23/11/2021, às 13h43

None
Divulgação

O atleta Maillon Machado representou Mato Grosso do Sul no campeonato Static Monsters 2021, edição Brasil, uma competição de nível mundial  de strongman, realizada simultaneamente em 25 países, originada na Nova Zelândia, e foi o campeão no resultado individual pelo Brasil.

No ranking mundial da categoria, até 105 kg, 258 atletas participaram da competição e Maillon Machado garantiu a 20ª colocação, segundo ele, em uma posição muito sonhada. "E dentro da nossa equipe tivemos outros seis atletas com bons resultados e mais dois primeiros lugares, um quarto e um quinto lugar", diz.

Strongman (homem forte), já adianta, a modalidade explora a força bruta e os limites do corpo humano, com provas como “martelo de Thor” e tombamento de pneus de 400 kg.

"O objetivo quando o esporte foi criado aqui em Campo Grande, foi agregar valores esportivos e trazer a família para eventos na qual as crianças pudessem ver seus pais realizando força, parecendo com um super-herói. Para a minha vida representa a frase bíblica de Josué, seja forte e corajoso, no esporte, na vida, nas alegrias, nas tristezas. Não imagino a vida de um atleta sem o máximo de dedicação para algo, muito maior que ele próprio", afirma Machado.

Sua história no strongman começa em 2015, quando a modalidade iniciou em Campo Grande. "Caí meio que de paraquedas, porque sou atleta de força desde os 14 anos de idade na modalidade de powerlifting ou levantamento de peso, e no decorrer dos anos acabei tendo duas lesões em ambos os peitorais, que me impossibilitaram de realizar um dos movimentos específicos do esporte. Em meados de 2010, realizamos aqui na Capital umas provas, que chamou minha atenção, porque não usava minha lesão, conseguindo aplicar muita força sobre os equipamentos. E, em 2015, realmente criamos a Strongman MS, equipe profissional de força bruta, e cá estamos buscando os lugares mais altos do esporte em apenas cinco anos no profissional. De modo em geral, a um passo dos maiores circuitos internacionais", comemora.

Jornal Midiamax