Cotidiano

Após vandalismo, monumento de Campo Grande ‘O Aprendiz’ passa por restauração

No ano passado, monumento foi pintado de vermelho e depredado

Karina Campos Publicado em 15/04/2021, às 11h43 - Atualizado às 11h45

Situação do monumento em setembro do ano passado após vandalismo
Situação do monumento em setembro do ano passado após vandalismo - (Foto: Henrique Arakaki/Arquivo, Midiamax)

A Sectur (Secretaria de Cultura e Turismo), informou, nesta quinta-feira (15), a autorização para restaurar monumentos e patrimônios de Campo Grande. O primeiro a passar pela restauração é o monumento maçônico “O Aprendiz”, localizado na rotatória da Coca-Cola, entre as avenidas Gury Marques e Interlagos.

A estátua havia sido vandalizada no ano passado com tinta vermelha, junto com um painel. De acordo com a secretária, na época, o monumento foi limpo, mas seguiu com alguns danos. “É um importante passo para conseguirmos promover o Turismo e valorizar o Patrimônio de nossa Capital”, disse o secretário municipal de Cultura e Turismo, Max Freitas.

O processo de restauração começa na próxima segunda-feira (23) e deve demorar cerca de vinte dias para ser finalizado, de acordo com Anor, o artista plástico criador do monumento.

“Este monumento demorou cerca de dois meses para ser feito. Foi esculpido em 2004 e instalado em 2005. A figura representa o ‘o Aprendiz se lapidando’ com o conhecimento recebido, eliminando a pedra bruta”, explica Anor.

Seguindo o cronograma, os próximos reparos devem ser no “Obelisco”, localizado no cruzamento da Afonso Pena com a José Antônio, “O Beijo”, localizado na rotatória do Lago do Amor, o “Carro de Boi”, em frente ao Horto Florestal, e o “Ninhal”, no final da avenida Afonso Pena.

Jornal Midiamax