Cotidiano

Após picada de escorpião, Sócrates recebe alta de clínica veterinária

O valente Sócrates, de um ano e sete meses, recebeu alta após fugir de casa e ser ferido por um escorpião na semana passada, no bairro Indubrasil, em Campo Grande. A família do cãozinho agora comemora sua recuperação em casa, mas com algumas restrições. “Tá melhor, porém, ainda um pouquinho debilitado. Não pode correr, brincar, […]

Renata Fontoura Publicado em 20/01/2021, às 10h03

Sócrates ainda não pode correr e brincar até estar 100% bem - Foto: Reprodução/Fala Povo/Jornal Midiamax
Sócrates ainda não pode correr e brincar até estar 100% bem - Foto: Reprodução/Fala Povo/Jornal Midiamax - Sócrates ainda não pode correr e brincar até estar 100% bem - Foto: Reprodução/Fala Povo/Jornal Midiamax

O valente Sócrates, de um ano e sete meses, recebeu alta após fugir de casa e ser ferido por um escorpião na semana passada, no bairro Indubrasil, em Campo Grande.

A família do cãozinho agora comemora sua recuperação em casa, mas com algumas restrições. “Tá melhor, porém, ainda um pouquinho debilitado. Não pode correr, brincar, fazer nada que exija muita energia”, conta Paula Pires, irmã da tutora de Sócrates, Paola Pires.

Após picada de escorpião, Sócrates recebe alta de clínica veterinária
Antes e depois dos ferimentos – Foto: Reprodução/Fala Povo/Jornal Midiamax

Sócrates passou por várias transfusões de sangue, pois o veneno do aracnídeo afetou seus rins, fígado e baço. O tratamento caro do animal fez com que Paola Pires criasse uma vaquinha on-line. “Só a diária da internação custa R$ 130 e fora os exames”, explica a jovem.

Com a reportagem do Jornal Midiamax, a família conseguiu pagar boa parte dos custos. “Graças a Deus! Agradecemos muito!”, celebra Paula.

Segundo Paola, o cachorro fugiu de casa no dia 6 de janeiro e foi encontrado no mesmo dia com ferimentos no focinho e no pescoço.

“Ele ficou todo inchado. Bem judiado”, lembra. Já na clínica, o médico veterinário afirmou que o animal, provavelmente, foi picado por um escorpião.

Fala Povo – o WhatsApp do Jornal Midiamax

As imagens foram enviadas ao Fala Povo, o WhatsApp do Jornal Midiamax, no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax