Cotidiano

Após aumento na procura, Corumbá disponibiliza 3 mil doses da vacina contra a Influenza

Nova cepa da gripe já vitimou uma idosa no município

Fábio Oruê Publicado em 29/12/2021, às 18h55

None
Foto: Divulgação

Corumbá já disponibilizou três mil doses da vacina contra Influenza, que chegaram na cidade após aumento na procura pelo imunizante nos últimos dias devido ao surto de síndrome gripal. Duas mortes pela nova cepa já foram confirmadas em Mato Grosso do Sul, uma delas em Corumbá.

Conforme divulgou o site Diário Corumbaense, a Secretaria Municipal de Saúde disponibilizou a imunização contra a Influenza no Centro de Saúde da Ladeir (até às 19h) e nas ESF's (Estratégias de Saúde da Família) Gastão de Oliveira, Padre Ernesto Sassida (Dom Bosco), Popular Velha e Lúcia Maria - horário de atendimento é das 07h30 às 10h30 e das 13h30 às 16h30.

As doses estão disponíveis para crianças acima de 6 meses de idade (é preciso levar o cartão de vacina) e quem não tomou nenhuma dose na campanha deste ano. As pessoas que já tomaram a dose da Influenza não precisam procurar os postos pois a não é uma vacina nova.

A busca pelas doses contra a Influenza cresceu nos últimos dias e consequência do surto de Síndrome Respiratória Aguda Grave, que vem lotando unidades de saúde, Pronto-Socorro e UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

A maioria das pessoas que vão em busca de atendimento, apresentam sintomas como febre, dor na garganta, dor de cabeça, coriza e dores no corpo. Alguns desses sintomas são os mesmos do coronavírus.

Morte por H3N2

A Secretaria de Saúde de Corumbá confirmou na terça-feira (28) a primeira morte por H3N2 (Influenza) em 2021 no município. É uma idosa, de 76 anos. Os primeiros sintomas começaram no dia 17 deste mês, sendo notificado como Síndrome Respiratória Aguda Grave, no dia 20. Ela também foi testada para covid-19 no mesmo dia e o resultado deu negativo. A confirmação para H3N2 foi em 21 de dezembro.

A idosa morreu na tarde de terça, no CTI geral da Santa Casa de Corumbá. Não há informação se a paciente foi vacinada contra a Influenza este ano.

Com o óbito em Corumbá, Mato Grosso do Sul, contabiliza duas mortes pelo vírus da gripe. O primeiro óbito foi o de um rapaz, de 21 anos, morador de Campo Grande, que faleceu no último dia 21.

A vacina contra a gripe aplicada este ano em grupos específicos no Brasil não protege contra a variante Darwin da cepa H3N2 da Influenza A, mas já reduz o risco. Doses do imunizante, capaz de conter a nova variante chegam em março, conforme calendário do Ministério da Saúde.

Jornal Midiamax