Cotidiano

Aeroporto fechado após queda de aeronave atrasa entrega de 87,7 mil doses da Pfizer em MS

Voo com as doses, que estava previsto para as 13h15, foi atrasado em quase quatro horas

Mylena Rocha Publicado em 13/09/2021, às 15h36 - Atualizado às 18h16

Vacinas devem ser distribuídas aos municípios na terça-feira.
Vacinas devem ser distribuídas aos municípios na terça-feira. - Divulgação/Governo do Estado

O Aeroporto de Campo Grande teve que ser fechado depois que uma aeronave caiu no início da tarde desta segunda-feira (13), atrasando a entrega de doses da vacina da Pfizer. A queda da aeronave ocorreu por falha técnica e o piloto passa bem, mas com o aeroporto fechado para pousos e decolagens, o avião que trazia as doses teve que retornar para São Paulo.

As 87.750 doses da Pfizer chegariam no voo LA 3271 às 13h15 no Aeroporto Internacional de Campo Grande nesta segunda (13). Dados do portal da Latam apontam que o voo saiu do Aeroporto de Guarulhos às 12h27, mas como não pode pousar em Campo Grande, teve que retornar a São Paulo.

Informações da companhia apontam que o avião pousou às 16h58 em Campo Grande. A SES irá distribuir as doses de vacina na manhã de terça-feira (14), sendo que os municípios irão retirar as doses no prédio da Ceve (Coordenadoria Estadual de Vigilância Epidemiológica).

Queda de aeronave

A aeronave de caça A-29 Super Tucano apresentou falha técnica durante voo de treinamento, o que acabou resultando na queda do avião em uma fazenda nesta segunda-feira (13), em Campo Grande. O piloto conseguiu se ejetar ao perceber a falha técnica, direcionar a aeronave e foi socorrido.

Conforme a FAB (Força Aérea Brasileira), o piloto se ejetou já nas proximidades de Campo Grande, após detectar a falha técnica na aeronave de caça, durante um voo de treinamento. O avião, então, foi direcionado para uma região desabitada, onde colidiu com o solo.

Jornal Midiamax