Cotidiano

VÍDEO: Desconhecido coloca fogo em restos de árvore e quase incendeia casa

Uma casa no bairro Novos Estados, em Campo Grande, quase foi atingida por chamas na tarde deste sábado (4), depois que um desconhecido ateou fogo em galhos de um abacateiro que estavam em frente à residência, que guarda materiais recicláveis. O dono da casa, o idoso de 66 anos, Renato Guenka contou ao Jornal Midiamax […]

Thatiana Melo Publicado em 04/01/2020, às 14h00 - Atualizado às 14h01

Chamas quase atingiram acasa, que guardava material reciclável (Leonardo França, Midiamax)
Chamas quase atingiram acasa, que guardava material reciclável (Leonardo França, Midiamax) - Chamas quase atingiram acasa, que guardava material reciclável (Leonardo França, Midiamax)

Uma casa no bairro Novos Estados, em Campo Grande, quase foi atingida por chamas na tarde deste sábado (4), depois que um desconhecido ateou fogo em galhos de um abacateiro que estavam em frente à residência, que guarda materiais recicláveis.

O dono da casa, o idoso de 66 anos, Renato Guenka contou ao Jornal Midiamax que há 4 semanas a concessionária Energisa foi até a região e cortou galhos de um abacateiro, que ficava em frente à sua casa. O idoso que trabalha com materiais recicláveis afirmou que não tinha condições financeiras de fazer a retirada dos galhos, que acabaram ficando no local.

Na tarde deste sábado (4), uma vizinha percebeu o cheiro forte e as chamas e mobilizou os moradores para apagarem o incêndio, que estava quase atingindo a residência. Um vídeo gravado por um morador mostra, o momento em que um rapaz que estava passando pela rua para em frente ao amontoado de galhos, se abaixa e coloca fogo nos galhos.VÍDEO: Desconhecido coloca fogo em restos de árvore e quase incendeia casa

Vizinhos começam a correr e com mangueiras fazem a extinção das chamas. Um vendedor de 62 anos, Nelson Borges contou que sua esposa foi quem viu primeiro as chamas, “Nós nossa unimos e apagamos o incêndio”. Alan Moraes de 34 anos, mecânico, contou que as chamas estavam quase chegando na rede elétrica.

“Puxei a mangueira da minha casa e fui ajudar. Estávamos unidos para não deixar o fogo entrar na casa”, disse o mecânico. O Corpo de Bombeiros foi chamado, mas não precisou intervir. O sargento dos bombeiros o morador a fazer a retirada dos galhos da árvore de frente da sua residência.

Jornal Midiamax