Cotidiano

Três terminais de ônibus começam a ser reformados nesta quarta-feira

Os terminais Bandeirantes, Júlio de Castilho e Guaicurus começam a ser reformados nesta quarta-feira (8) em Campo Grande. A reforma nas plataformas tem investimento de R$ 5,5 milhões e prevê além de postos da Guarda Municipal, tomadas para recarga de celular, internet e portões para fechar os terminais à meia noite. A reforma foi anuncia […]

Mariane Chianezi Publicado em 07/01/2020, às 17h59 - Atualizado às 18h04

Terminal Júlio de Castilho recebe reforma (Leonardo de França, Arquivo Midiamax).
Terminal Júlio de Castilho recebe reforma (Leonardo de França, Arquivo Midiamax). - Terminal Júlio de Castilho recebe reforma (Leonardo de França, Arquivo Midiamax).

Os terminais Bandeirantes, Júlio de Castilho e Guaicurus começam a ser reformados nesta quarta-feira (8) em Campo Grande. A reforma nas plataformas tem investimento de R$ 5,5 milhões e prevê além de postos da Guarda Municipal, tomadas para recarga de celular, internet e portões para fechar os terminais à meia noite. A reforma foi anuncia em agosto de 2019 pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD).

Nesta quarta-feira, uma das plataformas do Terminal Júlio de Castilho, a menor das duas, estará interditada, provocando alterações no embarque e desembarque dos passageiros. Já nos terminais Bandeirantes e Guaicurus, não sofrerão alterações porque a obra começará na parte externa, no bicicletário, acessibilidade, etc.

A obra irá reformar os banheiros, bebedouros, revisão das instalações elétricas; hidráulicas; plano de segurança contra incêndio e pânico; cobertura; reforço do piso rígido do pátio; pintura geral; troca dos bancos; sala para descanso dos funcionários; guarita dos guardas municipais ou seguranças e grades móveis para o fechamento dos terminais durante a madrugada, quando não há circulação de ônibus.

Uma das reclamações mais frequentes, não só entre usuários como também entre os comerciantes, é a falta de segurança nos terminais de ônibus durante a noite. Para tentar resolver a situação, a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) anunciou que os terminais serão fechados quando o último ônibus deixar as plataformas e terá um vigilante na guarita – que também será construída. O objetivo é evitar a ação de vândalos.

Outra novidade anunciada é a instalação de bicicletários. Assim, os usuários do transporte podem chegar de bicicleta até os terminais. A reforma do terminal Morenão não está prevista na licitação pois participa de outra etapa, que utiliza recursos do projeto Mobilidade Urbana. O terminal será ampliado em 80 metros quadrados e o projeto ainda prevê a construção de dois novos terminais: nas regiões do Alto do São Francisco e do bairro Tiradentes.

Investimentos

Será a primeira reforma geral dos terminais de transbordo do transporte coletivo. O investimento previsto é de R$ 3.117.259.73, em dois lotes de obras. O lote 1, no valor de R$ 2.242.090,42, abrangerá as intervenções nos terminais Aero Rancho, General Osório e Nova Bahia e outro de R$ 804.969,81, referente as adequações nos pontos de integração Hércules Maymone, Moreninha e Terminal Morenão.

Jornal Midiamax