Cotidiano

Quatro em cada 10 mortes por coronavírus em MS ocorreram na Grande Dourados

Região formada por Dourados e mais 11 municípios também respondem por 47% de todos os casos de Covid-19 do Estado.

Humberto Marques Publicado em 22/06/2020, às 17h47 - Atualizado às 18h48

Gráfico aponta localização das mortes por Covid-19 em MS; 21 delas foram na Grande Dourados. (Imagem: Reportagem)
Gráfico aponta localização das mortes por Covid-19 em MS; 21 delas foram na Grande Dourados. (Imagem: Reportagem) - Gráfico aponta localização das mortes por Covid-19 em MS; 21 delas foram na Grande Dourados. (Imagem: Reportagem)

Com a confirmação de mais quatro mortes por coronavírus em Mato Grosso do Sul nesta segunda-feira (22), as preocupações das autoridades de Saúde do Estado com a Grande Dourados voltaram a se justificar. Com os óbitos em Glória de Dourados e Vicentina, a região soma 21 vidas perdidas para a Covid-19, ou cerca de 42% do total do Estado –praticamente 4 e cada 10.

As duas cidades já despontavam entre as líderes na incidência da Covid-19 no Estado, atrás de vizinhas como Dourados (centro regional e atual líder de casos e mortes), Rio Brilhante, Itaporã e Fátima do Sul, também entre as primeiras em volume de infectados.

Com as duas mortes mais recentes, o total de óbitos no Estado causados pelo coronavírus chegou a 49, sendo 11 deles em Dourados (22% do total ou aproximadamente 2 em cada 10). Três deles se deram em Itaporã e, com os dados desta segunda-feira, Vicentina totaliza 2 mortes –o mesmo número de Rio Brilhante. Douradina, Deodápolis e Glória de Dourados têm uma morte cada.

Apesar de o nome ser estendido para uma área de 35 municípios dos quais Dourados é o centro econômico e de serviços, oficialmente a Grande Dourados é composta por 12 cidades e seus distritos: Dourados, Caarapó, Deodápolis, Douradina, Fátima do Sul, Glória de Dourados, Itaporã, Jateí, Juti, Nova Alvorada do Sul, Rio Brilhante e Vicentina.

Taxa média de incidência do coronavírus na Grande Dourados é de 637 por 100 mil

Juntas, essas cidades totalizaram até a manhã desta segunda-feira 2.560 casos de coronavírus, ou 47% dos 5.391 registrados em todo o Estado –praticamente metade dos infectados de Mato Grosso do Sul estão espalhados entre uma população estimada pelo IBGE em 401.423 habitantes, gerando uma taxa de infectados de 637,7 por 100 mil habitantes.

O número médio mostra uma distorção se comparado com a realidade de cada município. Em Dourados, por exemplo, são 820,4 infectados por 100 mil habitantes (a cidade tem 222.949 moradores); bem abaixo dos 1.553 por 100 mil em Douradina (5,9 mil moradores), os 1.104,8 de Fátima do Sul (19,1 mil habitantes) ou ainda os 901,3 de Vicentina (6,1 mil moradores). Em Rio Brilhante (37,3 mil habitantes), o percentual é de 551,8, e de 382,5 em Itaporã (24,8 mil moradores).

Esses municípios ainda estão entre os líderes no total absoluto de casos. Dourados fechou a manhã de segunda com 1.829 infectados; havendo ainda 212 em Fátima do Sul e 207 em Rio Brilhante. Clique aqui e confira o boletim completo da SES sobre a situação da Covid-19 no Estado até a manhã desta segunda-feira.

Jornal Midiamax