Cotidiano

Professores dos Ceims de Dourados cruzam os braços nesta segunda

Os trabalhadores em educação dos Ceims (Centros de Educação Infantil)  de Dourados (MS) paralisaram as atividades nesta segunda-feira (17). Eles  protestam contra a falta de auxiliares para atuarem em sala juntamente com as professoras da educação infantil e para evitar que as crianças possam correr algum risco. A decisão  foi tomada em assembleia da categoria […]

Marcos Morandi Publicado em 17/02/2020, às 08h20

A decisão foi tomada em assembleia da categoria.(Foto: Divulgação)
A decisão foi tomada em assembleia da categoria.(Foto: Divulgação) - A decisão foi tomada em assembleia da categoria.(Foto: Divulgação)

Os trabalhadores em educação dos Ceims (Centros de Educação Infantil)  de Dourados (MS) paralisaram as atividades nesta segunda-feira (17). Eles  protestam contra a falta de auxiliares para atuarem em sala juntamente com as professoras da educação infantil e para evitar que as crianças possam correr algum risco.

A decisão  foi tomada em assembleia da categoria realizada  que também deliberou que, a partir de terça-feira (18), vão realizar paralisação parcial, de acordo com a demanda de cada unidade de ensino diante da falta de condições de trabalho das docentes e para evitar riscos aos alunos e falta de condições de trabalho às docentes.

Na próxima quarta-feira (19) , o SIMTED (Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Dourados) participa de uma reunião na 17° Promotoria de Justiça dos Direitos Humanos, Idoso, Pessoas com Deficiência da Infância e da Juventude da Comarca de Dourados para tratar da situação de vulnerabilidade das crianças nos Ceims do município.

Segundo o Simted, os educadores também entendem que há necessidade de concurso público para grupo de apoio à educação infantil, já que a demanda de auxiliares é de cerca de 700 profissionais. O problema já foi denunciado ao MPE (Ministério Público Estadual).

A Deliberação n. 080/2014 do Conselho Municipal de Educação recomenda que “em qualquer faixa etária as funções de educar e cuidar deverão ser exercidas pelo professor, acompanhado por um auxiliar em período integral”.

Jornal Midiamax