Cotidiano

Integração não funciona nos ônibus e trabalhadores pagam até 3 passes para chegar ao emprego

A volta do transporte coletivo nesta segunda-feira (6) foi marcada por alguns contratempos. Diferente do que foi anunciado na última semana, a integração do vale transporte em até duas horas entre os ônibus não aconteceu, já que muitos pegam mais de duas linhas e agora precisam entrar pela porta da frente em todos os terminais, […]

Ana Paula Chuva Publicado em 06/04/2020, às 08h12 - Atualizado em 07/04/2020, às 10h12

Passageiros estão entrando pela porta da frente em todas as linhas. (Leonardo de França | Jornal Midiamax)
Passageiros estão entrando pela porta da frente em todas as linhas. (Leonardo de França | Jornal Midiamax) - Passageiros estão entrando pela porta da frente em todas as linhas. (Leonardo de França | Jornal Midiamax)

A volta do transporte coletivo nesta segunda-feira (6) foi marcada por alguns contratempos. Diferente do que foi anunciado na última semana, a integração do vale transporte em até duas horas entre os ônibus não aconteceu, já que muitos pegam mais de duas linhas e agora precisam entrar pela porta da frente em todos os terminais, gerando desconforto nos usuários.

Segundo a atendente de caixa Ramona Souza, 53 anos, ela saiu de casa por volta das 6h20 e quando chegou no terminal não conseguiu fazer a integração do passe. “Eu peguei a linha 503 e depois entrei no 070, mas quando cheguei no terminal meu cartão não fez integração. A empresa não vai dar mais passe, como a gente vai fazer? Desse jeito não vai dar”, relatou.

A integração estendida para duas horas, garante a passagem em duas linhas, mas os usuários estão entrando pela porta da frente nos terminais e pontos de integração e muitos chegam a pegar mais de dois ônibus para chegar ao trabalho.

“Eu pego mais de dois ônibus, vou ter que entrar pela porta da frente em todos as linhas e pagar o passe, mas não vai ter integração. Agora estou indo pegar mais um ônibus no terminal Hércules Maymone, vou ter que pagar também provavelmente”, completou.

Para quem usa o cartão unitário, o problema ainda é maior, já que não tem direito a nenhuma integração. Como é o caso da auxiliar de escrita fiscal, 32 anos, que prefere não se identificar. Ela voltou a trabalhar nesta segunda-feira e estava sem o cartão de vale transporte. “Eu precisei pagar o valor na portaria do Terminal Nova Bahia, quando fui desembarcar no Terminal General Osório, eu precisei entrar em outra linha e não me deixaram entrar pela porta traseira, tive que pagar uma nova tarifa. Eu pego três ônibus, só hoje vou pagar R$ 24,60 para trabalhar”, relatou.

“Eles não avisaram ninguém, quem esta com cartão unitário ou paga na portaria do terminal não pode entrar em outro ônibus, muita gente tá ficando presa nos terminais porque só tinha o dinheiro de um passe para ir trabalhar, porque estávamos parados e sem vale transporte em muitos casos”, concluiu.

Ao Jornal Midiamax, o diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) disse que o vale transporte unitário, ou passe ao portador, nunca permitiu a integração, por isso não há ressarcimento, mas nos casos em que os usuários usaram cartões registrados no CPF, e não conseguiram efetuar a integração eles devem entrar em contato com o Consórcio Guaicurus via telefone, e se for constatado problema eles serão restituídos.

* Matéria editada às 10h20 para acréscimo de resposta. 

Fala Povo: fale com os jornalistas do Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax