Cotidiano

Mesmo com “lockdown” moradores registram festas clandestinas em Campo Grande

Mesmo com o decreto municipal mais restritivo para evitar o avanço de coronavírus em Campo Grande, que determina a proibição de abertura de serviços não essenciais e toque de recolher às 20 horas, moradores flagraram várias festas em regiões da cidade, na madrugada deste domingo (19). Segundo uma moradora que preferiu não se identificar, vizinhos […]

Karina Campos Publicado em 19/07/2020, às 09h03 - Atualizado às 09h19

(Foto: Ilustrativa)
(Foto: Ilustrativa) - (Foto: Ilustrativa)

Mesmo com o decreto municipal mais restritivo para evitar o avanço de coronavírus em Campo Grande, que determina a proibição de abertura de serviços não essenciais e toque de recolher às 20 horas, moradores flagraram várias festas em regiões da cidade, na madrugada deste domingo (19).

Segundo uma moradora que preferiu não se identificar, vizinhos realizaram uma festa com som alto e aglomeração. “Liguei no 190 (Polícia Militar), e todos nós sofrendo com pertubação. Novamente a gente acordando com som. Isso é sem dia e hora certa, se deixar vai de segunda a segunda-feira”, disse.

No bairro Cidade Jardim, encontro entre jovens também foi denunciado por vizinhos. “Novamente, todos os sábados, desde o começo da pandemia. Eles fazem festa no fundo do quintal.”

Já no Bairro Leblon, leitores denunciaram comércios que desobedeceram o decreto e abriram as portas para atendimento presencial. “Fiscais já foram lá, mas eles continuam. O dono fica na frente cuidando se os fiscais vem”, informou um morador que preferiu não se identificar.

Com o crescente número de casos confirmados e mortes por Covid-19, a prefeitura determinou restrições aos comércios e medidas mais rígidas quanto ao toque de recolher, onde proíbe festas, comércios não essenciais abertos e circulação de pessoas nas ruas da cidade, sem necessidade de sair de casa.

Jornal Midiamax