Cotidiano

Idosa de 65 anos é a 10ª vítima do coronavírus em Campo Grande

Idosa de 65 anos que faleceu no último dia 30 é a mais nova vítima do coronavírus em Mato Grosso do Sul, a 10ª de Campo Grande. A informação foi confirmada pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) e deve integrar o boletim epidemiológico da Covid-19, anunciado diariamente pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) como […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 01/07/2020, às 08h23 - Atualizado às 14h41

Foto: Hospital Militar | Reprodução
Foto: Hospital Militar | Reprodução - Foto: Hospital Militar | Reprodução

Idosa de 65 anos que faleceu no último dia 30 é a mais nova vítima do coronavírus em Mato Grosso do Sul, a 10ª de Campo Grande. A informação foi confirmada pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) e deve integrar o boletim epidemiológico da Covid-19, anunciado diariamente pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) como um dos 86 óbitos no Estado.

A paciente, que tinha hipertensão arterial e histórico de tratamento de câncer de mama, relatou sintomas de Covid-19 em 5 de junho, tais como diarreia, febre, náuseas e perda de apetite. O teste comprobatório foi realizado no dia 12, no Polo de triagem do Airton Senna, pela técnica RT-PCR (biologia molecular), que confirmou a doença.

Dois dias depois, após relatar dificuldade para respirar, a paciente foi internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Militar de Campo Grande, em isolamento respiratório. No dia 20, devido agravamento da situação respiratória, a mulher foi intubada. O óbito ocorreu no dia 30, quando ela teve agravamento da situação: uma tomografia do crânio acusou sangramento extenso, que evoluiu para anomalias na pressão.

Mais cedo, o Jornal Midiamax noticiou a morte do médico Miguel Yomeda, de 74 anos e residente em Ponta Porã. O médica estava internado já há alguns dias na UTI do HU-UFGD (Hospital Universitário da Grande Dourados) e faleceu às 3h da madrugada desta quarta-feira (1), sendo possivelmente o primeiro óbito por Covid-19 do mês de julho. O relato ainda não foi confirmado pela SES.

Ainda na noite do dia 30 de junho, uma idosa de 70 anos, residente em Dourados, também faleceu em decorrência do coronavírus. Ela estava internada desde o dia 22 de junho no Hospital Vida e tinha um histórico de diabetes e hipertensão arterial, de acordo com informações de uma sobrinha da vítima

A SES havia confirmado na tarde do dia 30 de junho um total de 83 mortes por Covid-19 em MS e nesta manhã confirmou mais dois – o da idosa de 65 anos em Campo Grande e do douradense de 70 anos. A distribuição dos óbitos conforme o município de residência das vítimas segue da seguinte maneira:

  • 24 em Dourados (um óbito ocorrido em TO)
  • 10 em Campo Grande
  • 10 em Corumbá
  • 6 em Itaporã
  • 5 em Três Lagoas
  • 5 em Ponta Porã
  • 3 em Fátima do Sul
  • 2 em Batayporã
  • 2 em Brasilândia
  • 2 em Guia Lopes da Laguna
  • 2 em Paranaíba
  • 2 em Rio Brilhante
  • 2 em Vicentina (um no Estado de SP)
  • 2 em Amambai
  • 1 em Anastácio
  • 1 em Douradina
  • 1 em Deodápolis
  • 1 em Glória de Dourados
  • 1 em Iguatemi
  • 1 em Itaquirai
  • 1 em Naviraí
  • 1 em Nova Andradina
  • 1 em Sidrolândia
Jornal Midiamax