Cotidiano

Governo vai alterar decreto e incluir agentes de saúde no ‘fronte’ do combate ao coronavírus em MS

O Governo de MS vai alterar decreto estadual para incluir na linha de frente do combate ao coronavírus os mais de 6 mil ACS (Agentes Comunitários de Saúde) de MS. A informação foi anunciada na manhã desta quarta-feira (22) pelo titular da SES (Secretaria de Estado de Saúde), Geraldo Resende. “Vamos incorporar um exército, que […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 22/07/2020, às 12h13 - Atualizado às 18h11

O titular da SES, Geraldo Resende | Foto: SES | Reprodução
O titular da SES, Geraldo Resende | Foto: SES | Reprodução - O titular da SES, Geraldo Resende | Foto: SES | Reprodução

O Governo de MS vai alterar decreto estadual para incluir na linha de frente do combate ao coronavírus os mais de 6 mil ACS (Agentes Comunitários de Saúde) de MS. A informação foi anunciada na manhã desta quarta-feira (22) pelo titular da SES (Secretaria de Estado de Saúde), Geraldo Resende.

“Vamos incorporar um exército, que precisa estar bastante ativo, no combate ao coronavírus”, disse Resende durante a live com as informações sobre o boletim epidemiológico da Covid-19 em MS.

De acordo com o Resende, a alteração do decreto foi providenciada após pedido dos secretários municipais de saúde a fim de reforçar as ações. Com a novidade, o pagamento de adicional por produtividade à categoria ocorrerá mediante de desempenho de atividades relacionadas ao combate à pandemia.

O secretário, no entanto, não detalhou quais serão as novas atribuições dos ACS e nem quando as alterações no decreto serão publicadas.

Nesta quarta-feira (22), Mato Grosso do Sul registrou 1.503 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas – o maior registro de novos diagnósticos desde o início da pandemia, totalizando 18.889 casos positivos no Estado. Em 24 horas, foram mais 9 mortes confirmadas, levando o total de vítimas a 257.

Jornal Midiamax