Cotidiano

Fechamento da fronteira de MS ainda não é cogitado, diz Câmara Lojista do Paraguai

Com o anúncio de fechamento da fronteira do Brasil com o Uruguai, a partir desta segunda-feira (21), especulações a respeito de novo bloqueio na fronteira com o Paraguai, na divisa com Mato Grosso do Sul, vieram à tona nos últimos dias. O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Pedro Juan Caballero, divisa com Ponta […]

Karina Campos Publicado em 21/12/2020, às 15h29 - Atualizado em 22/12/2020, às 09h46

Linha internacional entre Ponta Porã, no Brasil, e Pedro Juan Caballero, Paraguai. (Foto: Reprodução)
Linha internacional entre Ponta Porã, no Brasil, e Pedro Juan Caballero, Paraguai. (Foto: Reprodução) - Linha internacional entre Ponta Porã, no Brasil, e Pedro Juan Caballero, Paraguai. (Foto: Reprodução)

Com o anúncio de fechamento da fronteira do Brasil com o Uruguai, a partir desta segunda-feira (21), especulações a respeito de novo bloqueio na fronteira com o Paraguai, na divisa com Mato Grosso do Sul, vieram à tona nos últimos dias. O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Pedro Juan Caballero, divisa com Ponta Porã, a 312 quilômetros de Campo Grande, Victor Barreto, ressalta que a possibilidade ainda não é estudada na região.

A nova decisão do fechar a fronteira no país vizinho é uma medida de tentar conter o crescimento de casos da Covid-19, o novo coronavírus, anunciada pelo presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou.

A medida ainda é descartada na fronteira de MS. Segundo Barreto, apenas rumores ressaltaram o assunto no Paraguai, porém, nada confirmado por autoridades locais.

Depois de sete meses, a fronteira foi oficialmente reaberta no dia 15 de outubro. Representantes da país vizinho e do Brasil comemoraram na linha internacional, com uma caminha empunhando bandeiras representativas dos dois países.

Coronavírus

Ponta Porã já soma 2.065 casos confirmados da doença, em 24 horas foram registrados mais dois positivos, conforme o boletim epidemiológico da SES (Secretaria Estadual de Saúde), de hoje. Ao todo, foram 46 mortes causada por complicações da Covid-19. A taxa de contaminação é de 1,7% no município.

Jornal Midiamax