Cotidiano

Em 3 meses, polo no Ayrton Senna atendeu 1,6 mil pacientes com suspeita de Covid-19

A estrutura foi instalada no dia 10 de abril e tem atendimento todos os dias, inclusive feriados, a pacientes com suspeita de coronavírus.

Gabriel Maymone Publicado em 11/06/2020, às 07h55 - Atualizado às 12h33

 (Imagem: Divulgação)
(Imagem: Divulgação) - (Imagem: Divulgação)

O Polo de Atendimento do Parque Ayrton Senna para atender pacientes com suspeita de coronavírus (Covid-19) em Campo Grande já atendeu mais de 1,6 mil pessoas em três meses.

A estrutura foi instalada no dia 10 de abril e tem atendimento todos os dias, inclusive fins de semana e feriados, das 7h às 18h. A equipe de médicos atende, ainda, pacientes com outras síndromes respiratórias.

A estratégia contribui na redução da procura nas unidades de saúde por pacientes sintomáticos. Desta forma, contribui no controle da disseminação do vírus evitando assim o risco de contaminação cruzada e exposição de outros pacientes.

Então, dos 1.698 atendimentos realizados até ontem, 1.045 foram submetidos a testagem para Covid-19, o que representa 61% do total. Ou seja, de cada 10 pacientes atendidos, seis foram testados por se enquadrarem nos critérios pré-estabelecidos pelos profissionais de saúde.

Dois tipos de exame estão sendo ofertados, o teste rápido (sorológico) e o  RT-PCR, considerado padrão ouro de qualidade, o que amplia a possibilidade de detecção do vírus em diferentes fases de infecção.  Dos 1.045 testes, 551 foram do tipo teste rápido, sendo detectado 26 pacientes positivos e 494 foram RT-PCR, com 16 positivos.

Conforme o boletim, 1.052 pacientes foram orientados ao isolamento domiciliar, 586 foram liberados para casa sem restrição e 60 foram encaminhados para outros serviços de saúde. A grande maioria os pacientes relaram sintomas como, tosse, febre, dor de cabeça e desconforto respiratório.

Estrutura

O Polo de Atendimento está paramentado e equipado para atender casos graves de pacientes com suspeita de coronavírus. Então, caso haja algum paciente com sintoma de insuficiência respiratória, o local conta com suporte avançado com ventilação, caso precise entubar e estabilizar o paciente. Além disso, há suporte do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) para caso haja necessidade de encaminhar esse paciente para uma unidade hospitalar.

O atendimento no Polo é feito por demanda espontânea, ou seja, sem necessidade de agendamento. Caso haja dúvida em relação a necessidade de procurar o atendimento, o paciente poderá entrar em contato com o serviço de Teleconsulta da Sesau, através do número: (67) 2020-2170.

Jornal Midiamax