Cotidiano

Em um dia, 11 pacientes vão para UTI e ocupação chega a 97% em Campo Grande

O avanço do coronavírus (Covid-19) em Campo Grande está levando mais pessoas à UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Assim, em 24h, o número de pacientes em estado grave pela doença saltou de 160 para 171, levando a taxa de ocupação bater em 97%. Conforme as informações atualizadas até a manhã desta quinta-feira (3) pelo ‘Painel […]

Gabriel Maymone Publicado em 03/12/2020, às 08h37 - Atualizado às 13h25

(Foto: Agência Brasil)
(Foto: Agência Brasil) - (Foto: Agência Brasil)

O avanço do coronavírus (Covid-19) em Campo Grande está levando mais pessoas à UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Assim, em 24h, o número de pacientes em estado grave pela doença saltou de 160 para 171, levando a taxa de ocupação bater em 97%.

Conforme as informações atualizadas até a manhã desta quinta-feira (3) pelo ‘Painel Mais Saúde’, que concentra dados repassados pelos próprios hospitais, havia 175 leitos UTI disponíveis para pacientes Covid-19 na cidade.

A SES (Secretaria de Estado de Saúde) informou, em nota, que no painel o HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul) aparece com 54 leitos, porém possui 79. “O painel Mais Saúde sobre gestão de Leitos mostra a disponibilização de leitos conforme pactuado na Comissão Intergestora Bipartite (CIB) mais recente. O Hospital regional de Mato Grosso do Sul possui atualmente 79 leitos UTI COVID. Como não houve nova reunião da CIB, o número ainda não foi atualizado”.

Então, os dados repassados pelo HRMS na quarta-feira (2) mostram que havia 74 pacientes internados em UTIs Covid-19. São 10 a mais que os 64 internados no dia anterior. Com os 79 leitos informados pela SES, restam apenas 5 vagas.

Demais unidades

Assim, na rede particular, a Unimed enfrente superlotação há alguns dias. Das 30 vagas em leitos UTI Covid, todas estão ocupadas. Na sexta-feira (27), uma idosa de 78 anos aguardava na fila para conseguir uma vaga na unidade hospitalar. Segundo o relato do neto dela, outras 7 pessoas aguardavam na fila. O Hospital negou que haja falta de leitos, mas não descartou a abertura de novas vagas na UTI para atender a todos os pacientes, o que ainda não ocorreu.

A Cassems está em situação mais confortável. Após recente ampliação de leitos, o hospital possui 35 vagas, sendo que 26 estão ocupadas.

O Hospital do Pênfigo estava com todas as vagas lotadas, porém, após a prefeitura abrir 5 novos leitos UTI, a unidade conta agora com 15 vagas. Dessas, 10 estão ocupadas.

A Santa Casa também ainda possui 3 vagas em leitos UTI Covid. São 13 leitos no total. Por fim, a Clínica Campo Grande e o Hospital El Kadri estão com lotação máxima. Ambas as unidades possuem 10 vagas em UTI para tratamento da Covid-19.

Ampliação de leitos

A SES divulgou nesta segunda-feira (30), que o secretário da pasta, Geraldo Resende, deve viajar para Brasília, no Distrito Federal, para articular a ampliação de mais 60 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), para tratar pacientes com Coronavírus.

“A abertura de novos leitos na Capital é fundamental para evitar o caos na Saúde Pública do Estado. Estamos trabalhando para que o Hospital Regional de Mato Grosso do Sul possa receber mais 20 leitos de UTIs Covid. Também trabalhamos, junto com o município de Campo Grande, para abrir mais 20 leitos de UTIs Covid no Hospital do Pênfigo, único da rede privada que apontou essa possibilidade, considerando que os demais já trabalham no limite de suas ocupações”, informou o secretário de Estado de saúde, Geraldo Resende.

Jornal Midiamax