Cotidiano

Decreto troca ‘determinação’ por ‘recomendação’ de máscaras em Campo Grande

A Prefeitura de Campo Grande publicou novo decreto no qual recomenda – ao invés de determinar – o uso de máscaras por parte da população. Atraso na entrega de 1,3 milhão do equipamentos de segurança individual fez com que o município adiasse a obrigatoriedade do uso, cujo decreto foi revogado. “Quando editamos o decreto, imaginávamos […]

Mayara Bueno Publicado em 17/04/2020, às 10h54 - Atualizado às 11h21

Ilustrativa
Ilustrativa - Ilustrativa

A Prefeitura de Campo Grande publicou novo decreto no qual recomenda – ao invés de determinar – o uso de máscaras por parte da população. Atraso na entrega de 1,3 milhão do equipamentos de segurança individual fez com que o município adiasse a obrigatoriedade do uso, cujo decreto foi revogado.

“Quando editamos o decreto, imaginávamos que essas máscaras que encomendamos chegariam antes do dia 20, e faríamos a distribuição às famílias que não podem comprá-las. Porém, vamos transformar temporariamente a obrigatoriedade em recomendação, até que elas sejam entregues e distribuídas”, explicou o prefeito Marquinhos Trad (PSD) ao Jornal Midiamax.

O uso obrigatório de máscaras foi anunciado em uma transmissão ao vivo realizada na quinta-feira (16). A informação é que o uso desses equipamentos, de pano ou descartáveis, seria obrigatório a partir da próxima segunda-feira (20) em locais públicos e em prédios privados sem ventilação adequada.

Jornal Midiamax