Cotidiano

De celulares a caminhonete, Receita doa mais de R$ 3 milhões em produtos apreendidos em MS

A Receita Federal divulgou nesta quarta-feira (10) o balanço dos produtos apreendidos nos cinco primeiros meses deste ano. De celulares sem nota a caminhonete, cerca de R$ 3 milhões em mercadorias apreendidas foram doadas para prefeituras e órgãos de Justiça de Mato Grosso do Sul. Dentro os demais produtos confiscados de janeiro a maio, estão […]

Karina Campos Publicado em 10/06/2020, às 13h49 - Atualizado às 18h47

Caminhonete apreendida e doada a prefeitura de MS. (Foto: Divulgação)
Caminhonete apreendida e doada a prefeitura de MS. (Foto: Divulgação) - Caminhonete apreendida e doada a prefeitura de MS. (Foto: Divulgação)

A Receita Federal divulgou nesta quarta-feira (10) o balanço dos produtos apreendidos nos cinco primeiros meses deste ano. De celulares sem nota a caminhonete, cerca de R$ 3 milhões em mercadorias apreendidas foram doadas para prefeituras e órgãos de Justiça de Mato Grosso do Sul.

Dentro os demais produtos confiscados de janeiro a maio, estão veículos, equipamentos eletrônicos, tablets, notebooks, roupas, peças e artigos de automóveis e drones. As mercadorias foram entregues para uso das prefeituras de Anastácio, Bodoquena, Camapuã, Campo Grande, Jardim e Pedro Gomes, além de departamentos do Ministério da Justiça, além do Sistema Penitenciário e às fundações de Desporto e de Cultura, todos no Estado.

Na Capital, os aparelhos entregues para uso da prefeitura municipal, Polícia Civil e Comando Militar do Exército, somam R$ 305 mil. Também foram doados tablets e máscaras à Secretaria de Saúde do Estado para ajudar no combate ao novo coronavírus, além de drones, pneus e aparelhos eletrônicos a diversos órgãos.

“Como órgão de Estado, procuramos não interferir nas eleições. Por isso, esse ano, a Receita Federal faz doações somente a órgãos públicos, buscando ajudar a sociedade de alguma forma”, observa o delegado da Receita Federal em Campo Grande, Edson Ishikawa.

Jornal Midiamax