Cotidiano

Com 71,7 mil notificações, MS é o 2º estado com maior incidência de dengue

MS contabiliza 71,7 mil notificações de casos de dengue. Com isso, MS é o segundo estado com maior incidência da doença no ranking nacional.

Dândara Genelhú Publicado em 10/12/2020, às 14h31 - Atualizado em 11/12/2020, às 08h37

(Foto: Ilustrativa)
(Foto: Ilustrativa) - (Foto: Ilustrativa)

Faltando menos de um mês para acabar o ano, Mato Grosso do Sul contabiliza 71.705 notificações de casos de dengue. Com isso, MS é o segundo estado com maior incidência da doença no ranking nacional.

Os 79 municípios de MS são classificados com alto grau de incidência de dengue. Os dados foram divulgados no boletim epidemiológico da SES (Secretaria de Estado de Saúde), nesta quarta-feira (9).

Os municípios com maior incidência são Douradina e São Gabriel do Oeste. Ambos possuem mais de 7 mil casos da doença para cada 100 mil habitantes.

Apesar de não ter acabado, o número de mortes causados por dengue em 2020 superou o total de 2019. Neste ano, 42 pessoas faleceram devido à doença.

Campo Grande está na 45ª posição no ranking de incidência. Assim, a Capital possui 19.096 notificações de casos de dengue e já soma sete mortes causadas pela doença.

Combate à dengue

Ocorreu na manhã desta quinta-feira (10) a soltura da primeira leva do mosquito wolbitoque carrega a bactéria Wolbachia, em Campo Grande. Esses insetos têm a missão de combater dengue, chikungunya e zika, doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti.

Por fim, o evento marcou o lançamento da biofábrica instalada na sede do Labcen (Laboratório Central de Mato Grosso do Sul). A instalação terá capacidade de produzir 1,5 milhão de mosquitos por semana.

Jornal Midiamax