Cotidiano

Com 328 óbitos, agosto já supera número mortes por coronavírus de julho em MS

O número de mortes decorrentes do novo coronavírus ocorridas em apenas 22 dias deste mês de agosto já somam 328 vítimas – o número já supera os 320 óbitos registrados no mês anterior, indicando crescimento dessa estatística e mantendo o estado de alerta das autoridades sanitárias. Isso porque, além de não conseguirem reduzir as mortes, […]

Mariane Chianezi Publicado em 23/08/2020, às 11h58 - Atualizado em 24/08/2020, às 08h21

 (Arquivo)
(Arquivo) - (Arquivo)

O número de mortes decorrentes do novo coronavírus ocorridas em apenas 22 dias deste mês de agosto já somam 328 vítimas – o número já supera os 320 óbitos registrados no mês anterior, indicando crescimento dessa estatística e mantendo o estado de alerta das autoridades sanitárias.

Isso porque, além de não conseguirem reduzir as mortes, Mato Grosso do Sul já alcançou o limite de ampliação de leitos de terapia intensiva, devido a falta de profissionais qualificados para gerenciar essas unidades. Atualmente, de acordo com a SES (Secretaria de Estado de Saúde), o Estado de MS dispõe de 351 leitos de UTI e 98 estariam em processo de ampliação, totalizando uma possibilidade de termos, no máximo, 449 leitos de UTI públicos divididos nas 4 macrorregiões (Campo Grande, Dourados, Corumbá e Três Lagoas).

Segundo o secretário de Saúde Geraldo Resende, a média móvel de óbitos também desperta extrema preocupação: as estatísticas revelam que cerca de 4 meses após a primeira confirmação de morte pelo vírus em MS, o Estado registra uma média de 13,9 mortes por dia, ou seja, quase 14 pessoas por dia perdem a vida em decorrência do coronavírus.

“Vamos superar, e muito, o número de mortes de julho pelo coronavírus até o final deste mês”, pontou o secretário em live do boletim epidemiológico.

Com mais de 42 mil casos e 738 mortes confirmadas, Campo Grande é a cidade que mais tem contribuído para o aumento no número de casos da doença. De 610 novos registrados em 24 horas em todo MS, 259 infectados são moradores da Capital. Além disso, das 738 mortes, 287 vítimas eram moradoras de Campo Grande.

O número de mortos em agosto em Campo Grande também já superou o número de mortos do mês de julho. No mês passado Campo Grande assinalou 132 e até este sábado (22), 143 pessoas haviam morrido pela Covid-19 nos bairros da Capital.

Mais de 42 mil infectados

Boletim divulgado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) na manhã deste domingo (23) contabilizou mais 610 novos casos de coronavírus em Mato Grosso do Sul nas últimas 24 horas. Com isso, o total de infectados chegou a 42.498 desde o início da pandemia, com 738 óbitos – 16 a mais que em relação ao boletim anterior, sendo metade deles ocorrido em Campo Grande.

Conforme os dados apresentados, foram 183.3674 notificações desde o surgimento das primeiras suspeitas de Covid-19 em Mato Grosso do Sul, das quais 135.591 foram descartadas. Há, ainda, 2.627 casos em análise no Laboratório Central e 3.084 aguardando encerramento das prefeituras.

Os casos confirmados (42.498) compreendem 23,2% das notificações, com 610 novos registrados em 24 horas é abaixo da média móvel de 764 casos diários. A secretária adjunta de Saúde, Christine Maymone, salientou que Campo Grande é o município que vem mais contribuindo com o aumento de novos casos: foram 259 nas últimas 24 horas.

Jornal Midiamax