Cotidiano

Agesul conclui recuperação e libera tráfego na MS-228 após fogo destruir ponte

O tráfego na MS-228, em Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande, foi liberado pela Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), que concluiu os serviços de recuperação de um desvio. O tráfego foi liberado na altura do entroncamento com a MS-432, onde o fogo destruiu nesta quarta-feira (05) uma ponte de madeira recentemente reformada […]

Dayene Paz Publicado em 06/08/2020, às 13h09 - Atualizado às 13h10

Ponte de 70 metros foi completamente destruída pelo fogo. Imagem: Divulgação
Ponte de 70 metros foi completamente destruída pelo fogo. Imagem: Divulgação - Ponte de 70 metros foi completamente destruída pelo fogo. Imagem: Divulgação

O tráfego na MS-228, em Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande, foi liberado pela Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), que concluiu os serviços de recuperação de um desvio. O tráfego foi liberado na altura do entroncamento com a MS-432, onde o fogo destruiu nesta quarta-feira (05) uma ponte de madeirarecentemente reformada pelo Governo do Estado.

O diretor regional da Agesul em Corumbá, Luiz Mário Anache, informou que um desvio construído anteriormente, usado para passagem de caminhões com cargas de resíduos de minério para a obra de cascalhamento da MS-228, passou por adequações e sinalização para a liberação do tráfego.

A ponte de 70 metros, construída sobre uma vazante, fica situada próxima ao Morro Grande, no sentido Porto da Manga/Lampião Aceso, conforme divulgou o Diário Corumbaense. A Agesul recomenda atenção e velocidade reduzida, já que a pista e o desvio vão receber sinalização nesta quinta-feira (06).

Técnicos da Agesul estiveram no local e não identificaram a origem o fogo, que se propagou rapidamente e consumiu a estrutura. A pecuária pantaneira e o turismo dependem da estrada. Em outubro de 2019, o fogo destruiu na região a ponte de 89 metros sobre a vazante do Areião.

Jornal Midiamax