Cotidiano

Prefeitura de Dourados volta atrasar salários de parte dos servidores

Assim como no mês passado, a prefeitura de Dourados não irá conseguir pagar os salários dos funcionários na íntegra da folha de agosto. Conforme o novo secretário de Fazenda, Carlos Dobes Vieira, já havia adiantado ao Midiamax, apenas parte dos servidores serão pagos nesta sexta-feira (6). Em nota divulgada pela prefeitura, 6.567 servidores que recebem […]

Renato Giansante Publicado em 05/09/2019, às 11h34

Renato Giansante, Midiamax
Renato Giansante, Midiamax - Renato Giansante, Midiamax

Assim como no mês passado, a prefeitura de Dourados não irá conseguir pagar os salários dos funcionários na íntegra da folha de agosto. Conforme o novo secretário de Fazenda, Carlos Dobes Vieira, já havia adiantado ao Midiamax, apenas parte dos servidores serão pagos nesta sexta-feira (6).

Em nota divulgada pela prefeitura, 6.567 servidores que recebem até R$ 4,1 mil, líquidos, vão ser pagos no quinto dia útil. Ainda segundo a prefeitura, o valor destes será RS 15.211,00 milhões.

Nesta lista inicial também estão 100% dos professores. “Os servidores pagos com recursos do Fundeb e que estão em sala de aula terão o salário integral em conta nesta sexta-feira, independente do quanto ganham”, disse o secretário.

Os demais funcionários receberam a promessa que até o final da próxima semana também serão pagos. “O escalonamento dos salários, hoje, é uma necessidade, diante da disponibilidade de recursos. Existe uma defasagem considerável na arrecadação. Mas, estamos trabalhando para mudar este cenário”, diz Carlos Dobes.

Também conforme Dobes havia dito ao Midiamax, o escalonamento neste mês será diferente do adotado na folha de julho quando todos os servidores tiveram apenas 45% dos salários pagos inicialmente.

“Vamos atender quem recebe menos e tentar pagar ao máximo essas pessoas, pois nelas tem um impacto na vida maior. Claro que todos têm direito de receber, mas entendo que é a forma mais correta, mais justa da gente trabalhar esse equacionamento”, disse nesta semana.

Jornal Midiamax