Cotidiano

Passageiros denunciam Consórcio por cobrar R$ 4,80 em ônibus executivo sem ar-condicionado

Apesar de levar o nome de ‘ônibus executivo’ devido ao conforto que oferece aos passageiros, não é bem isso que o Consórcio Guaicurus tem proporcionado aos usuários que andam na linha 391 (Tarumã – Shopping Campo Grande). O ônibus que faz o trajeto está sem o ar condicionado há pelo menos 2 semanas e passageiros […]

Mariane Chianezi Publicado em 24/09/2019, às 18h50 - Atualizado em 25/09/2019, às 09h20

Janelas são lacradas e passageiros só conseguiram abrir escotilha do ônibus | Foto: Reprodução/WhatsApp Midiamax
Janelas são lacradas e passageiros só conseguiram abrir escotilha do ônibus | Foto: Reprodução/WhatsApp Midiamax - Janelas são lacradas e passageiros só conseguiram abrir escotilha do ônibus | Foto: Reprodução/WhatsApp Midiamax

Apesar de levar o nome de ‘ônibus executivo’ devido ao conforto que oferece aos passageiros, não é bem isso que o Consórcio Guaicurus tem proporcionado aos usuários que andam na linha 391 (Tarumã – Shopping Campo Grande). O ônibus que faz o trajeto está sem o ar condicionado há pelo menos 2 semanas e passageiros reclamam devido o valor da passagem.

O preço da tarifa para quem quer andar em ônibus da linha é de R$ 4,80, enquanto a convencional é de R$ 3,95. O valor mais caro, conforme o consórcio, é por conta da agilidade e porque todos os veículos que fazem linha semelhante têm ar condicionado.

Uma passageira disse ao Jornal Midiamax que o ônibus com prefixo 3102 está sem o aparelho há quase 15 dias e, devido às janelas serem lacradas, os usuários percorrem o itinerário “morrendo de calor”. “O motorista não tem culpa, ele disse que já pediu para arrumarem, mas não estão nem aí. E a gente paga um valor mais caro que a passagem convencional, é uma vergonha”, disse.

A única alternativa dos passageiros e abrir uma das escotilhas do veículo para que ventilação possa correr dentro do ônibus. A reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação da empresa questionando a manutenção e aguarda resposta.

Jornal Midiamax