Cotidiano

Na Capital, ministro diz que Minha Casa Minha Vida é prioridade e espera mais recursos em junho

Ministro do Desenvolvimento Regional no Governo Jair Bolsonaro (PSL), Gustavo Canuto está em Campo Grande nesta quinta-feira (4) onde participa de ato com prefeitos de Mato Grosso do Sul. No encontro, Canuto afirmou que o programa Minha Casa Minha Vida, que enfrenta dificuldades por queda de repasses federais, é a prioridade do Governo Federal. Durante […]

Aliny Mary Dias Publicado em 04/04/2019, às 18h27

None

Ministro do Desenvolvimento Regional no Governo Jair Bolsonaro (PSL), Gustavo Canuto está em Campo Grande nesta quinta-feira (4) onde participa de ato com prefeitos de Mato Grosso do Sul. No encontro, Canuto afirmou que o programa Minha Casa Minha Vida, que enfrenta dificuldades por queda de repasses federais, é a prioridade do Governo Federal.

Durante a visita do ministro, operários filiados a sindicato da construção civil fizeram paralisação em obra do residencial Sírio Libanês. Os trabalhadores afirmam que não recebem salários e a empresa responsável pela contratação diz que aguarda recursos federais.

Conforme o ministro, em março houve “reforço” nos repasses de valores para o programa, mas em abril e maio haverá contingenciamento. A expectativa é que a partir de junho o cenário melhore;;

“É necessário resolver a Reforma da Previdência para ajustes fiscais. Diferente do passado, o governo atual presa por fazer compromissos que possa cumprir. A gente está com o pé no chão. Savemos dos problemas, mas o Minha Casa Minha Vida é uma prioridade”, completou.

Gustavo Canuto disse, ainda, que mensalmente o Governo Federal tem injetado R$ 400 milhões em todas as fases do Minha Casa Minha Vida.

No evento desta quinta realizado na Assomasul (Associação de Municípios de Mato Grosso do Sul), serão formalizado contratos e repasses de recursos como parte do Programa Avançar Cidades — Mobilidade Urbana.

Jornal Midiamax