Cotidiano

Após 20 dias internado, morre rapaz vítima de explosão ao fazer bife na chapa

Felipe Marques da Silva, de 28 anos, morreu neste sábado (29) após ficar 20 dias internado na Santa Casa. O rapaz teve 60% do corpo queimado quando fazia bife na chapa na casa da irmã bairro Jardim Aeroporto, em Campo Grande. No dia 9 deste mês, Felipe estava na casa da irmã quando decidiram fazer […]

Bruna Vasconcelos Publicado em 29/06/2019, às 13h03 - Atualizado às 16h39

Foto: Ilustrativa
Foto: Ilustrativa - Foto: Ilustrativa

Felipe Marques da Silva, de 28 anos, morreu neste sábado (29) após ficar 20 dias internado na Santa Casa. O rapaz teve 60% do corpo queimado quando fazia bife na chapa na casa da irmã bairro Jardim Aeroporto, em Campo Grande.

No dia 9 deste mês, Felipe estava na casa da irmã quando decidiram fazer comida. O jovem foi colocar álcool no reservatório da chapa para fazer bife quando acabou provocando uma explosão. Felipe, a irmã e a sobrinha foram atingidos pelas chamas.

O rapaz teve 60% do corpo queimado e foi levado para a UPA Vila Almeida. Devido à gravidade dos ferimentos, o paciente precisou ser encaminhado pelo Samu até a Santa Casa onde morreu 20 dias depois.

Outros casos

No início deste ano, um casal também morreu ao ser atingido por uma explosão durante o mesmo procedimento. Cristiane da Silva Lima, 46 anos, morreu no dia 25 de março na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Santa Casa. Ela deu entrada no hospital dia 24 de fevereiro com 50% do corpo queimado.

O marido de Cristiane, Edison Weis Benites, de 60 anos, deu entrada no hospital no mesmo dia do acidente com 80% do corpo queimado, mas morreu na manhã do dia seguinte após uma parada cardíaca.

Jornal Midiamax