Cotidiano

Ação da Sesau elimina criadouros do Aedes aegypti no bairro Aero Rancho

Na manhã desta sexta-feira (13) agentes da CCEV (Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais) estiveram no bairro Aero Rancho, em Campo Grande, realizando uma ação de combate ao mosquito dengue. Juntamente com trabalhadores do Proinc (Programa de Inclusão Profissional), os agentes do serviço de manejo ambiental da CCEV vistoriaram terrenos baldios e recolheram materiais sem […]

Cleber Rabelo Publicado em 13/09/2019, às 14h12

Foto: Reprodução, Prefeitura
Foto: Reprodução, Prefeitura - Foto: Reprodução, Prefeitura

Na manhã desta sexta-feira (13) agentes da CCEV (Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais) estiveram no bairro Aero Rancho, em Campo Grande, realizando uma ação de combate ao mosquito dengue.

Juntamente com trabalhadores do Proinc (Programa de Inclusão Profissional), os agentes do serviço de manejo ambiental da CCEV vistoriaram terrenos baldios e recolheram materiais sem utilidade, como pneus, televisores, móveis, materiais de construção, entre outros objetos descartados irregularmente, tornando o local propício para a proliferação do Aedes aegypti.

De acordo com a superintendente de vigilância em saúde da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), Veruska Lahdo, mesmo com a redução significativa dos casos de dengue do município, ações como esta são necessárias e devem ser constantes.

“Estamos em um momento de estiagem onde existe uma diminuição natural da proliferação do Aedes aegypti, por isso a necessidade de intensificar nossas ações. Importante também que as pessoas tenham consciência de que esse é o momento que cada um precisa fazer sua parte.”

Casos

Conforme análise do boletim epidemiológico divulgado na quarta-feira (11) pelo SVE (Serviço de Vigilância Epidemiológica) da Sesau, nos meses de maio, junho, julho e agosto, os casos de dengue tiveram redução significativa.

Em maio foram registrados 6,9 mil casos notificados, em junho foram 2,2 mil notificações, o que representa redução de 67%. Em julho e agosto as notificações caíram para 585 e 156, portanto houve redução de 74% e 73%, respectivamente.

Jornal Midiamax