Cotidiano

Pronto-socorro do Hospital Regional passa a atender apenas pacientes encaminhados pela regulação

O PAM (Pronto Atendimento Médico) do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul – Rosa Pedrossian passa a atender, a partir da quinta-feira, 1° de outubro, somente pacientes encaminhados pela Central de Regulação. Com isso, deixa de atender à demanda espontânea de pacientes. O objetivo, segundo a SES (Secretaria Estadual de Saúde), é melhorar o […]

Wendy Tonhati Publicado em 31/10/2018, às 07h52 - Atualizado às 09h25

Foto: Arquivo / Assessoria de Imprensa
Foto: Arquivo / Assessoria de Imprensa - Foto: Arquivo / Assessoria de Imprensa

O PAM (Pronto Atendimento Médico) do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul – Rosa Pedrossian passa a atender, a partir da quinta-feira, 1° de outubro, somente pacientes encaminhados pela Central de Regulação. Com isso, deixa de atender à demanda espontânea de pacientes.

O objetivo, segundo a SES (Secretaria Estadual de Saúde), é melhorar o atendimento à população. A medida foi acordada entre o MPE (Ministério Público Estadual), Secretaria de Estado de Saúde, Sesau (Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande) e HRMS para estabelecer protocolos de encaminhamentos a serem adotados para regularizar o fluxo de pacientes no PAM.

Conforme informações da SES, a Sesau vai instalar dentro do Hospital Regional uma sala de acolhimento com funcionamento 24 horas para acolher e redirecionar os pacientes que passarem pela triagem. A sala será composta alternadamente por psicólogo, assistente social, enfermeiros e técnicos de Enfermagem.

Será utilizada a classificação de risco na triagem dos pacientes pela equipe de Enfermagem. Os pacientes classificados como vermelho, laranja ou amarelo terão assistência no próprio HRMS. O paciente classificado como verde, azul ou branco será encaminhado para a Sala de Acolhimento da Sesau para redirecionamento para atendimentos nas unidades de saúde.

Jornal Midiamax