Cotidiano

Nota Fiscal Eletrônica atualiza em duas semanas e Sefaz alerta contribuintes

Os contribuintes de Mato Grosso do Sul devem ficar de olho, pois faltam apenas 15 dias para atualizar a versão da NF-e (Nota Fiscal Eletrônica). A Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda) informa que a nova data limite é 2 de agosto e a migração da versão do arquivo XML deve ser feita o quanto antes para não impossibilitar as operações de vendas.

Mylena Rocha Publicado em 17/07/2018, às 16h09

Foto: Sefaz
Foto: Sefaz - Foto: Sefaz

Os contribuintes de Mato Grosso do Sul devem ficar de olho, pois faltam apenas 15 dias para atualizar a versão da NF-e (Nota Fiscal Eletrônica). A Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda) informa que a nova data limite é 2 de agosto e a migração da versão do arquivo XML deve ser feita o quanto antes para não impossibilitar as operações de vendas.

De acordo com o gestor da Nota, Eduardo Higa, 25 mil empresários no estado são emissores da NF-e, mas muitos ainda não se adequaram à versão 4.0. Guaraci Fontana, secretário da Sefaz, afirma que empresas e indústrias devem fazer a atualização o quanto antes.

 “Os empresários precisam se adequar uma vez que as notas enviadas na versão antiga serão automaticamente rejeitadas, impossibilitando a impressão do Danfe (Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica) e, consequentemente, as vendas”, explica Fontana.

Um documento emitido e armazenado eletronicamente, de existência exclusivamente digital, a NF-e tem como função documentar operações e prestações. Com a Nota Fiscal Eletrônica, a validade jurídica é garantida pela assinatura digital do eminente e autorização de uso pela administração tributária.

(Com informações da Sefaz)

Jornal Midiamax