Cotidiano

Consórcio ‘passa’ nos testes e contrato para novos radares se aproxima de assinatura

A assinatura do contrato com o Consórcio Cidade Morena, que deverá instalar e gerenciar os radares de velocidade na Capital, aproxima-se da efetivação, conforme declarou nesta manhã o diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Trânsito), Janine Lima Bruno. Segundo Janine, o consórcio apresentou resultado satisfatório na fase de testes que verificou a tecnologia empregad...

Guilherme Cavalcante Publicado em 24/07/2018, às 13h16

(Foto: Arquivo | Midiamax)
(Foto: Arquivo | Midiamax) - (Foto: Arquivo | Midiamax)

A assinatura do contrato com o Consórcio Cidade Morena, que deverá instalar e gerenciar os radares de velocidade na Capital, aproxima-se da efetivação, conforme declarou nesta manhã o diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Trânsito), Janine Lima Bruno. Segundo Janine, o consórcio apresentou resultado satisfatório na fase de testes que verificou a tecnologia empregada pelos novos radares.

Janine destaca que as infrações eventualmente flagradas pelos equipamentos na fase de testes não serão convertidas em multas. “Os testes verificaram apenas a eficiência dos equipamentos, não tinham objetivo de gerar multas”, explica. O certame já foi encaminhado para a Dicom (Diretoria de Compras e Licitação) da Prefeitura, onde receberá parecer jurídico, a fim de proporcionar a homologação do resultado da licitação.

“A previsão ainda é fim de julho para a homologação, para que o contrato seja assinado e possa ser emitida a ordem de serviço”, detalha Janine Lima Bruno, que também detalha que o estudo para a nova distribuição geográfica dos radares ainda não foi concluído. “Segue em andamento, tanto para a instalação dos novos radares como para a mudança de lugar de alguns”, conclui.

O estudo citado por Janine contemplará locais com limite de velocidade mais alto e com alto índice de acidentes, como a Avenida Lúdio Martins Coelho, importante corredor de acesso a diversos bairros da região sudoeste de Campo Grande. O contrato de R$ 15,4 milhões a ser assinado com o Consórcio Cidade Morena terá duração de cinco anos. Ao todo, deverão ser instalados 90 novos radares na cidade – 24 a mais que os existentes, desativados em dezembro de 2016.

Jornal Midiamax