Cotidiano

Câmara dos Dirigentes Lojistas pede que comerciantes não pratiquem preços abusivos

Diante da dificuldade no abastecimento causada pela greve no setor dos transportes, a CDL CG pede aos associados e lojistas da Capital que não pratiquem o aumento abusivo dos preços. Em nota, a CDL CG cobra aos comerciantes ajuda para manter a estabilidade da economia.

Mylena Rocha Publicado em 29/05/2018, às 14h07

(Foto: Arquivo Midiamax)
(Foto: Arquivo Midiamax) - (Foto: Arquivo Midiamax)

Diante da dificuldade no abastecimento causada pela greve no setor dos transportes, a CDL CG (Câmara de Dirigentes Lojistas de Campo Grande) pede aos associados e lojistas da Capital que não pratiquem o aumento abusivo dos preços. Em nota, a CDL CG cobra aos comerciantes ajuda para manter a estabilidade da economia.

A Câmara dos Dirigentes Lojistas destaca que desaprova o aumento abusivo dos preços e que a atitude pode agravar a crise no país. “A luta pela diminuição dos impostos é de todos nós, por isso é preciso que todos estejamos unidos em prol do Brasil, fazendo a nossa parte pelo coletivo. Sejamos solidários e responsáveis. O futuro do Brasil está em nossas mãos”.

Com a greve dos caminhoneiros em seu nono dia consecutivo, o estado enfrenta um desabastecimento. Na semana passada, alguns postos chegaram a ficar sem combustívelpara venda, enquanto outros foram multados pela alta abusiva nos preços. No setor de alimentos, o desabastecimento também fez com que alguns  produtos, como a batata, chegassem a custar o triplo do valor.

Jornal Midiamax