Cotidiano

‘Invasão’ de jacarés não assusta e vira atração em bairro de Campo Grande

Aparição de animais na região é frequente

Raiane Carneiro Publicado em 26/09/2017, às 18h57

None

Aparição de animais na região é frequente

Quem caminha pelas margens do córrego Imbirussu, na região do Vila Almeida, está acostumado com a presença ‘ilustre’ de jacarés na água. Apesar de inusitado, os moradores da região contam que não há medo por parte de quem vive por ali e que os animais não são uma ameaça.

Em volta da avenida José Barbosa Rodrigues, muitas pessoas têm conhecimento dos animais que habitam o córrego, mas ninguém se incomoda com isso. Para a comerciante Tatiane Aparecida Mendes da Rocha, 36 anos, é um diferencial já que os clientes de sua conveniência sentam próximo da margem do córrego e se impressionam com os animais.

“Meus clientes adoram. O pessoal fica ali olhando e tirando foto”, contou a comerciante. Ela ainda disse que nunca houve acidentes envolvendo os jacarés e que não teme a presença deles. “A gente sente à noite ali [calçada] e fica por ali. Acho que são eles que tem medo da gente”, comentou.

Mesmo com essa confiança, ela tem consciência de respeitar o espaço dos jacarés. “A gente não tem medo porque nunca aconteceu nada. Acho que só iremos ter o dia que acontecer algo”, comentou.

'Invasão' de jacarés não assusta e vira atração em bairro de Campo Grande

Ele explica que a PMA (Polícia Militar Ambiental) chegou a ser acionada há cerca de 3 meses para recolher um jacaré grande que habitava no local, mas que ainda sim, nunca teve relato de ataques pela região.

Para ele, as pessoas que não são do bairro são as pessoas que temem os animais. “Quando tem criança ali perto, os adultos ficam de olho né, porque tem receio”, explicou. Mesmo assim, o morador explica que só há problemas quando alguém invade o espaço dos jacarés. “Quando entrar no mato, daí é perigoso ele atacar. Mas só quando vão até lá mexer com ele”, ressaltou.

Jornal Midiamax