Cotidiano

VÍDEO: chuva deixa ruas alagadas, árvores caídas e avenida interditada

Carro rodou no Coronel Antonino

Kemila Pellin Publicado em 14/03/2016, às 20h51

None
img-20160314-wa0146.jpg

Carro rodou no Coronel Antonino

Uma fissura, de aproximadamente 1 metro de comprimento em parte da pista da Avenida Ernesto Geisel, no sentido bairro/centro, próximo ao cruzamento com a Euler de Azevedo, provocada pela chuva desta segunda-feira (14), está mobilizando uma equipe da Guarda Municipal, que interditou o local para garantir a segurança dos condutores. Conforme o servidores, uma equipe da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) vai avaliar os danos e verificar se há necessidade de interdição total da via.

A chuva torrencial que atingiu Campo Grande deixou vários pontos alagados na cidade, árvores caíram e o córrego Prosa transbordou na altura da Ricardo Brandão, próximo ao prédio do MP (Ministério Público).

No Bairro Santo Antônio, no cruzamento das ruas Taquarí com Travesa Antenor Ferreira de Rezende a rua ficou submersa e os condutores de carros mais baixos e motocicletas tiveram que mudar o trajeto para não danificarem os veículos. Apenas caminhonetes e ônibus arriscaram-se a passar pelo local.

O presidente do Conselho Regional do Ibirussu, que também já foi presidente do Bairro, Miguel Gileno destacou que já pediu várias vezes a Prefeitura por uma solução concreta, visto que cada vez que chove é a mesma coisa. “Ainda na gestão no Nelsinho já fazíamos pedidos para verificar a situação. O máximo que conseguimos foi que o ano passado, uma equipe da Seintrha (Secretária de Obras) fizesse a limpeza dos boeiros, mas as pessoas não colaboram, jogam lixo, e acaba entupindo de novo” disse.

Veja o vídeo aqui

No mesmo bairro a Avenida Afrânio Peixoto também ficou alagada e no Lar dos Trabalhadores, parte da Avenida dos Crisântemos, ficou interditada por uma árvore que caiu durante o temporal. Segundo o barbeiro Afonso Lima, um carro quase foi atingido. “Ela caiu e deixou a pista toda interditada, daí peguei um facão que fica aqui na barbearia e os mototaxista conseguiram cortar uns galhos e liberar parte da pista”, explicou.

Segundo informações repassadas por leitores do Jornal Midiamax, durante a chuva um motociclista teria ficado ilhado nos cruzamentos das avenidas Ernesto Geisel com Rachid Neder. Na Rua do Livramento, no bairro Coronel Antonino, a água da enxurrada arrastou um carro estacionado. De acordo com o proprietário do veículo, Alan Ortiz, de 26 anos, disse que a chuva 'chegou do nada' e em questão de 5 minutos a água já batia na roda do veículo. “Eu não sei bem o que fazer agora. Como á água entrou no motor e eu estou com medo de ligar e acabar danificando tudo. Vou chamar o seguro”, disse.

A agente de atendimento, Loise de Mendes, de 29 anos, disse que as enchentes são recorrentes, e que nesta tarde os moradores começaram a erguer as grades das bocas-de-lobos para melhorar o escoamento. “Nós já estamos acostumados com isso. Muita gente até construiu as calçadas, com inclinação para rua, para evitar que água invada a residencia”, afirmou.

Jornal Midiamax