Incidente aconteceu após chuva forte

O princípio de incêndio em um dos apartamentos do edifício Jardins do Jatobá, localizado na Avenida Afonso Pena, em Campo Grande na tarde desta sexta-feira (27) pode ter sido causado por uma sobrecarga em um aparelho eletrônico, mais precisamente em um nobreak, segundo o Corpo de Bombeiros.

Em conversa com a equipe do Jornal Midiamax, a subsíndica do local Iracy Netz contou que a energia do prédio ficou comprometida durante toda a manhã por causa da forte chuva que caiu nesta sexta-feira. Ela acredita que um raio poderia ter atingido o transformador de energia que abastece todo o prédio desligando uma das fases.

Ela destaca que energia oscilou durante toda a manhã. A Energisa foi acionada e no início da tarde, quando foi estabilizada, uma sobrecarga de energia pode ter causado um curto-circuito no aparelho eletrônico causando o princípio de incêndio no apartamento do 16º andar.

Sobre o incêndio ocorrido em 2011 a subsíndica diz que como este foi um fato isolado e nenhum tem ligação com o outro já que na época a causa foi um aparelho de ar-condicionado que teria explodido. Por acreditar que medidas preventivas não teriam evitado o incidente, Iracy conta que nenhuma atitude será tomada.

Duas pessoas foram encaminhadas à Santa Casa de Campo Grande depois de inalar muita fumaça e uma terceira foi atendida pelo Corpo de Bombeiro no local pelo mesmo motivo com menos gravidade. À reportagem o tenente do Corpo de Bombeiros Dilking destacou que apenas uma perícia poderá indicar com certeza o que pode ter causado o princípio de incêncio.

Incêndio

Populares acionam os bombeiros ao ver uma grande quantidade de fumaça saindo da janela de um dos apartamentos do edifício, no 17º andar. Informações preliminares indicam que o incêndio teria sido causado por um curto-circuito no ar-condicionado.

O incêndio no local já foi controlado, mas quatro viaturas do Corpo de Bombeiros estão no local realizando os primeiros socorros as vítimas. Ainda segundo informações preliminares, moradores de apartamentos vizinhos ao do incêndio precisaram ser retirados e aguardam a ação dos bombeiros do lado de fora do prédio.