Vítima segue em estado grave em Caps

Uma funcionária pública entrou em contato com o Jornal Midiamax na noite deste domingo (29), denunciando “falta de responsabilidade” no atendimento de pacientes no Caps (Centro de Atenção Psicossocial) do bairro Aero Rancho, em Campo Grande. Segundo ela, sua irmã possui sério quadro de depressão e está internada em estado grave na Santa Casa, após tentar suicídio dentro da unidade.

De acordo com Ruth Herculano da Costa, a tentativa de suicídio só foi possível devido ao “descaso” de funcionários do Centro de Assistência. “Deixaram minha irmã pegar um lençol e entrar no banheiro. Ela amarrou o lençol na já janela e tentou se matar. Funcionários da limpeza encontraram ela depois, já desacordada”, afirmou.

Ruth explica que a irmã, de 44 anos, já possui histórico de tentativa de suicídio, inclusive dentro da unidade. “No início do ano, quando ela também estava internada lá, minha irmã fez a mesma coisa. Sabem que ela não pode entrar sozinha no banheiro, mas ainda assim não se preocupam. Não é a primeira que acontece. Deixam o paciente com este histórico sem acompanhante, por isso estou denunciando”.

Outro problema apontado por Ruth é a falta de vaga na unidade. “Minha irmã foge e depois é difícil conseguir vaga. Ela teve outros surtos de suicídio nos últimos dias, mas só conseguiu vaga na última quinta-feira, após ficar internada no Posto de Saúde do Bairro. Sempre é difícil conseguir colocar ela, mas o caso dela precisa de atenção especial”.

Um dia após dar entrada no Caps, a paciente teria tentado o suicídio. Segundo Ruth, é permitida a visita, porém o fato ocorreu por volta das 15 horas da última sexta-feira (27), horário em que familiares estavam trabalhando. “É permitida a visita, das 8 horas às 19h30 e sempre que podemos estamos presentes”.

Ainda segundo Ruth, após receber os primeiros atendimentos, sua irmã foi encaminhada para a Santa Casa, onde permanece internada na ala vermelha. “Recebi informação de que o estado é grave. Ainda está entubada e estamos aguardando ela acordar para ver se teve alguma seqüela. O pessoal do Caps agora está nos dando apoio, nos ligaram, sabem que erraram no atendimento e agora estão preocupados. Só espero que não seja tarde”, completou.  

A equipe do Midiamax tentou contato com o Caps, mas até o fechamento desta matéria, não obteve retorno nas ligações. A assessoria da prefeitura também foi procurada, mas ainda não se pronunciou sobre o caso.