Cobrança é praticada em Sidrolândia desde fevereiro

A 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Sidrolândia, a 65 quilômetros de Campo Grande, abriu um inquérito civil contra a Prefeitura do município para apurar possíveis irregularidades praticadas nas tarifas das contas de água dos contribuintes. Segundo denúncia, estaria sendo feita uma cobrança de taxa de lixo nas faturas.

O inquérito corre público para consulta na Promotoria de Justiça de Sidrolândia, mas não se encontra disponível no portal do MPMS (Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul). A investigação foi instaurada pela promotora Daniele Borghetti Zampieri, ainda na última sexta-feira (13).

Desde a mudança em fevereiro deste ano na cobrança da taxa de lixo, que antes era incorporada ao carnê do IPTU, a Prefeitura de Sidrolândia vem sendo questionada pelos moradores da região pela adesão às tarifas de água, serviço fornecido pela Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul). A Prefeitura alega que a mudança torna a cobrança mais justa, pois a estende a todos os moradores da cidade.