Cotidiano

INSS quer permitir pedido de aposentadoria pela internet até fim de 2017

Projeto piloto será implementado no início do ano

Joaquim Padilha Publicado em 20/12/2016, às 15h11

None
leonardogadelha.jpeg

Projeto piloto será implementado no início do ano

O presidente do INSS (Instituto Nacional de Seguro Social), Leonardo Gadelha, disse que um projeto piloto de pedidos de aposentadoria pela internet deve ser implentado no início do próximo ano. A expectativa é de que até o fim de 2017 o serviço seja oferecido a todos os segurados do Brasil, se funcionar corretamente.

O projeto piloto "Meu INSS" será instalado inicialmente aplicado na cidade de Mossoró, no Rio Grande do Norte, segundo declarou o presidente do Instituto à Folha. Depois dos primeiros testes, será implementado em outros locais.

Caso o contribuinte esteja com a documentação em dia, com o projeto, ele poderá solicitar a aposentadoria e concluir todo o processo sem ter de sair de casa e se dirigir a uma agência do INSS.

"As pessoas não precisarão ir à Agência para requerer a aposentadoria, por exemplo. Se não tive documentação pendente, nem precisa comparecer. Boa parte do que esta'no sistema é considerado como prova plena", disse o diretor de benefícios do Instituto, Robinson Nemeth.

O "Meu INSS" será mais intuitivo, apresentando simulações de tempo de serviço, por exemplo. Diferentemente dos extratos atuais que apenas mostram as empresas em que o contribuinte trabalhou, os extratos da plataforma irão apresentar a soma do tempo de serviço do trabalhador ao longo da vida.

A plataforma já passou por testes com servidores do órgão e oferece serviços como agendamentos, declaração de regularidade do contribuinte individual, entre outras coisas. A medida irá desinflar as agências do INSS, que recebem por mês 3,7 milhões de pessoas.

(sob supervisão de Evelin Araujo)

Jornal Midiamax