Depois disso, os trabalhadores vão decidir se dão continuidade a paralisação

Comandantes da PM (Polícia Militar) e do Corpo de Bombeiros se reúnem na tarde desta terça-feira (24) com presidentes das associações que representam os servidores da categoria. O objetivo do encontro é repassar as tratativas da reunião com secretario de Estado de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis, realizada na manhã de hoje com o objetivo de definir acordo de reajuste salarial e por fim a paralisação dos trabalhadores.

De acordo com o presidente da AOFMS (Associação dos Oficiais Militares Estaduais de MS), coronel Alírio Villasanti, depois que cada representante tomar ciência da nova proposta do Executivo, as lideranças devem retornar à Praça Ari Coelho e repassar o que ficou acertado para os servidores.

Depois disso, os trabalhadores vão decidir se dão continuidade a paralisação ou se retomam as tratativas com o Governo do Estado.

Após centenas de policiais militares e do Corpo de Bombeiros terem reduzido suas atividades nesta manhã, em protesto por melhores salários e condições de trabalho, o governo do Estado se comprometeu em fazer o recálculo da proposta e, se possível, antecipar o reajuste proposto até 2018, para 2016 e 2017. Segundo o secretário de Estado de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis, a previsão é que até esta quarta-feira já se tenha uma resposta.