Em sete estados as manifestações aconteceram

Um ato em apoio à presidente afastada marcado para o final da tarde desta segunda-feira (29), foi cancelado devido  mudança do tempo na Capital. O ato estava sendo organizado pela Cut-MS (Central Única dos Trabalhadores em Mato Grosso do Sul), e não tem nova data para acontecer.

Segundo Genilson Duarte, presidente da Cut-MS, a chuva desanimou as pessoas e por enquanto não existe nova data para esse ato. “O tempo mudou e como a chuva não cessou o pessoal acabou desanimando. Eu estou à frente mas não posso decidir sozinho, precisamos sentar e conversar para saber se teremos uma nova data”, disse.

No dia 07 de setembro depois do desfile teremos o ‘grito dos excluídos, isso é certeza. Mas o ato que aconteceria hoje, realmente precisamos conversar ainda', concluiu.  

Brasil

Em sete estados e no Distrito Federal, grupos de apoio à Dilma fizeram atos durante esta segunda-feira.  Os manifestantes foram convocadas por movimentos sociais e sindicatos, segundo informações do G1. 

As manifestações aconteceram em Alagoas, Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e em São Paulo, além do Distrito Federal. 

 

O processo de julgamento final do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff teve início na última quinta-feira (25). Nesta segunda-feira, Dilma foi ouvida no senado para apresentar sua defesa e respondeu perguntas dos senadores.

Nesta terça-feira (30), o relator do processo Ricardo Lewandowski, presidente do STF (Superior Tribunal Federal), fará um relatório resumindo os argumentos da defesa e da acusação e em seguida dará o encaminhamento para a votação.