Cotidiano

ACP convoca professores nesta terça para decidir se mantém greve

Assembleia será às 14 horas, na sede da ACP, localizada na ria 7 de Setembro, 693 – Centro.

Midiamax Publicado em 10/05/2016, às 16h10

None
acp.jpg

Assembleia será às 14 horas, na sede da ACP, localizada na ria 7 de Setembro, 693 – Centro.

A ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública) vai se reunir nesta terça-feira (10), em Assembleia Geral Extraordinária, para votar a devolutiva do Executivo quanto à proposta de reajuste salarial .

No último ofício encaminhado à Prefeitura, os professores propunham quatro opções para o prefeito conceder o reajuste salarial em cumprimento à Lei Municipal 5.411/2014.

  • A primeira considera 82% do reajuste retroativo até 2016, devendo ser pago a partir do dia 1 de maio deste ano.
  • A segunda proposta é de 87,6% do reajuste deste ano, com o pagamento passando a ser feito em janeiro de 2017.
  • A terceira opção considera 87,6% do reajuste de 2016 e 2017, com o prazo em maio do próximo ano.
  • E por último, a ACP propõe um prazo até outubro de 2017 para que seja pago 100% do percentual do pisco salarial deste e do próximo ano.

Sem dizer quais das opções a Prefeitura acordou, a vice-presidente da ACP, Zélia Aguiar, diz que o texto será lido nesta tarde. Ela adianta apenas que se não houver o reconhecimento da Lei 5.411 não há acordo. “A Prefeitura ficou de mandar o texto da proposta reconhecendo a lei. Retificando e ratificando que a lei existe e pode ser cumprida em 2017”, diz.

Segundo ela, a Prefeitura também aumentaria o índice de 2,79% (relativo a inflação de abril) para 3,28% (relativo a inflação de maio), já incorporando ao índice do piso salarial.

A assembleia será às 14 horas, na sede da ACP, localizada na ria 7 de Setembro, 693 – Centro.

Jornal Midiamax