Cotidiano

Prefeitura e Santa Casa fecham acordo, mas Bernal faz mistério sobre valores

Prefeito vai fazer o anúncio em coletiva nesta quinta-feira

Kemila Pellin Publicado em 26/11/2015, às 00h03

None
download.jpg

Prefeito vai fazer o anúncio em coletiva nesta quinta-feira

Depois de quase um ano sem contrato definitivo, a Santa Casa de Campo Grande e o Executivo Municipal finalmente fecharam um acordo e devem assinar o novo contrato nesta quinta-feira (25). Segundo o presidente da ABCG, Wilson Teslenco, os novos valores estão abaixo do esperado e a instituição terá que trabalhar apertando os cintos. O prefeito Alcides Bernal fez suspense e disse que vai falar sobre o novo repasse amanhã.

O acordo foi firmado depois de uma audiência entre o prefeito Alcides Bernal, dirigentes da Santa Casa e a promotora Filomena Depólito Fluminhan, na Promotoria de Justiça do Ministério Público Estadual. O governo do Estado não foi convidado para a reunião, e as discussões sobre o aumento ou não dos repasses estaduais deverá ficar para outra ocasião. 

Outra conquista para a ABCG foi a renegociação da dívida, acorda em R$ 11,9 milhões, deixada pelo ex-prefeito Gilmar Olarte. O valor será pago em quatro parcelas, nos valores de R$ 1,5 milhões em 30 de novembro e 20 de dezembro, e R$ 4,450 milhões em 20 de janeiro e 20 de dezembro.

As propostas apresentadas pelo Executivo serão analisadas pela Comissão Deliberativa da Santa Casa, e o contrato deve se assinado durante uma coletiva de imprensa, na sede da Prefeitura, marcada para às 15 horas desta quinta-feira (26).

Leitos bloqueados

O pedido para derrubar a liminar que determinou a Santa Casa a liberação de onze leitos e tirou catorze vagas de pacientes entubados da área vermelha, foi negado pela promotora. Segundo ela, a decisão não precisa ser revista porque os valores que serão repassados pela Prefeitura vão atender a demanda da instituição e acabar com os problemas relativos a falta de produtos para esterilização dos locais e medicamentos.

Jornal Midiamax