Cotidiano

Prefeitura deposita Bolsa Alimentação e servidores voltam ao trabalho

Benefício foi depositado nessa segunda-feira

Midiamax Publicado em 29/09/2015, às 11h08

None
tabosa_-foto_luiz_alberto.jpg

Benefício foi depositado nessa segunda-feira

A Prefeitura de Campo Grande cumpriu a promessa de pagamento do Bolsa Alimentação, feita na manhã dessa segunda-feira (28), durante protesto realizado por servidores da área administrativa das escolas municipais e agentes comunitários de saúde, de combate a endemias e de saúde pública na frente da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde). Na manhã desta terça-feira (29), os trabalhadores, que estavam em greve, retornaram ao trabalho.

Segundo o presidente do Sisem (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Campo Grande), Marcos Tabosa, o pagamento foi feito direto na conta dos servidores. “A Prefeitura depositou tudo. Todos os seervidores receberam o benefício”, garante.

Ontem, conforme publicação no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande), a Prefeitura notificou o Sindicato extrajudicialmente para explicar que o benefício foi suspenso porque o Executivo quer pagá-lo diretamente e pediu cinco dias para elaborar defesa sobre o fato de ter suspendido o convênio.

O presidente do Sisem afirma que a categoria concordou com a mudança. “O modo de pagamento não interessa para o Sindicato, o que importa é que o servidor receba o benefício”, declara.

Tabosa desta ainda que a preocupação é quanto ao pagamento do Brasil Card, segundo ele a dívida atual é de R$ 1.800 milhão do Bolsa Alimentação e R$ 600 mil, que a Prefeitura teria retido dos servidores. “Agora só falta pagar o Brasil Card”, finaliza.

Conforme nota divulgada no site da Prefeitura, foram depositados R$ R$ 556,640,00 referente ao pagamento do ticket alimentação dos 3.134 servidores da Semed (Secretaria Municipal de Educação) e guardas municipais. Também foi efetuado o repasse para a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) de R$ 374.780,00 destinados aos 1.457 agentes de saúde e 1.087 auxiliares e técnicos de enfermagem.

Para o pagamento do ticket aos agentes de saúde, foram repassados R$ 210.160,00. Já para os auxiliares e técnicos de enfermagem, o valor foi na ordem de R$ 144.620,00. O montante R$ 556.640,00 foi destinado ao pagamento do benefício para os administrativos dos centros de educação infantil e guardas municipais.  Ainda de acordo com as informações, no total, o ticket alimentação contabiliza R$ 931.420,00. 

Jornal Midiamax