Cotidiano

MPE investiga suposta emissão fraudulenta de habite-se em Campo Grande

A investigação será conduzida pela promotora Bianka Mendes

Evelin Cáceres Publicado em 13/04/2015, às 15h34

None
casas.jpg

A investigação será conduzida pela promotora Bianka Mendes

O MPE (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) instaurou um inquérito civil para investigar eventual ato de improbidade administrativa na prefeitura de Campo Grande por emissão fraudulenta de habite-se, segundo publicação desta segunda-feira (13) no diário do órgão.

A 29ª Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social da Comarca de Campo Grande vai apurar quem seria o responsável pela possível irregularidade.

A investigação será conduzida pela promotora Bianka Mendes. 

Jornal Midiamax