Motoristas esperam redução em taxa e deixam licenciamento para depois

Motoristas aguardam queda de 20% na taxa de vistoria
| 28/05/2015
- 19:08
Motoristas esperam redução em taxa e deixam licenciamento para depois

Motoristas aguardam queda de 20% na taxa de vistoria

Enquanto se enrola a polêmica envolvendo a legalidade da cobrança de uma taxa anual de vistoria para o Detran-MS licenciar os veículos com mais de 5 anos de uso, os proprietários enrolam, mas não deixam de documentar os automóveis. O governador chegou a sinalizar com uma redução no valor, mas não falou mais do assunto.

O Denatran considerou ilegal a cobrança, mas os deputados estaduais não entraram na briga e rejeitaram nesta quinta-feira (27) projeto que poderia livrar os contribuintes do custo. Enquanto isso, muitos motoristas procuram as credenciadas pelo Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito) para a regularização da documentação nas regras que estão valendo.

“Fiz pesquisa pela internet para ver se ainda estava valendo e, como não achei nada contrário, deixei para a última hora a vistoria e o licenciamento do veículo”, fala Silvio do Espírito Santo, de 46 anos, que ainda explica que esperava a redução no valor da vistoria. “Estava esperando a redução do valor, mas até agora não saiu, então é pagar o preço normal mesmo”, diz.

O valor das vistorias teria uma redução de 20% para licenciamento veicular determinado por projeto de lei enviado à Assembleia Legislativa, e transformado em lei, mas que ainda não foi publicado. Com ele o valor das vistorias cobradas pelo Detran teria uma redução de R$ 104,55 para R$ 83,64. Quanto ao valor cobrado pelas credenciadas, o preço também será reduzido, após aprovação da medida.

Segundo o proprietário de uma credenciada, Tony Bitencourt, a confusão gerada se tornou evidente no mês passado, quando as pessoas ainda questionavam a legalidade ou não do serviço. Mas, passado este período, a pergunta mais frequente passou a ser sobre a redução do valor.

“É importante a vistoria até para a segurança futura de quem for comprar o veículo. Principalmente quanto a chassi e motor adulterado”, fala o empresário, que ainda explica que a maior confusão no começo era em questão da inspeção, que neste caso só é feita quando ocorriam sinistros e mudanças de características veiculares, como alteração de combustível ou cor.

De acordo com o presidente do CRDD (Conselho Regional dos Despachantes), Sebastião José da Silva, o serviço é importante, principalmente, para averiguar a originalidade do veículo. “Além do estado de conservação a legalidade do documento também é averiguada”, fala Sebastião, que ainda diz achar justo o valor cobrado. “A taxa cobrada está dentro do padrão, não existe nada exorbitante no valor”, finaliza.

O projeto que acabaria com a cobrança da taxa de foi votado na Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (27), e por 14 votos a cinco os deputados votaram contra o projeto de lei que derrubaria a cobrança da taxa de vistoria pelo Detran.

Confira os deputados que votaram contra a derrubada da cobrança: Barbosinha (PSB), Beto Pereira (PDT), Takimoto (PDT), Mara Caseiro (PTdo B), Eduardo Rocha (PMDB), Angelo Guerreiro ( PSDB), Onevan de Matos (PSDB), Márcio Fernandes (PTdo B), Paulo Correa (PR), Zé Teixeira (DEM), Antonieta Amorim (PMDB), Renato Câmara (PMDB), Flávio Kayatt (PSDB) e Rinaldo (PSDB).

Já os deputados que votaram a favor pela derrubada do projeto foram Pedro Kemp (PT), Amarildo Cruz (PT),  João Grandão (PT), Cabo Almi (PT), Marquinhos Trad (PMDB) e Lídio Lopes (PEN).

 

Veja também

Crânio e ossos humanos estavam ao lado de uma Escola Municipal

Últimas notícias