Cotidiano

Filho de Gilmar Olarte está com casamento marcado para esta sexta

União no cartório acontece à tarde 

Evelin Cáceres Publicado em 02/10/2015, às 13h06

None
olarte.jpg

União no cartório acontece à tarde 

O filho do prefeito afastado de Campo Grande Gilmar Olarte, se casa no civil nesta sexta-feira (2), mesmo com o pai preso em uma cela de 24 metros quadrados na 3ª DP. O casamento está marcado para as 15h30 em um cartório central da cidade.

A cerimônia religiosa está marcada para a próxima sexta-feira (9) e deve ser celebrada por Olarte, caso a prisão não seja prorrogada.

Namorando há pouco mais de um ano, o casal foi surpreendido com o pedido de prisão, mas não cancelou a união no civil, ainda prevista para esta tarde.

Nesta manhã, Olarte chegou acompanhado de quatro policiais e aguardou por cinco minutos dentro da viatura para realizar exames no Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal), que durou cerca de 10 minutos. Ele não falou com ninguém e, de camiseta rosa, abraçou uma policial ao entrar.

O atendimento rápido, segundo o Instituto, se deve ao fato de ser um procedimento simples e padrão, além de Olarte ser figura pública que, seguindo a recomendação do desembargador Luiz Claudio Bonassini, que decretou sua prisão, deve ter o mínimo de exposição.

Ele voltou à viatura e deve retornar à sua cela na 3ª DP, no Bairro Carandá Bosque. No local, ele ocupará por cinco dias uma cela de 24 metros quadrados.

Segundo o delegado-titular do 3º DP, Fabiano Nagata, Olarte é o único preso no distrito e, mesmo que outra pessoa seja levada presa, ele ficará isolado na cela. O vice-prefeito se apresentou, acompanhado do advogado, pouco depois das 5 horas desta sexta, após ter a prisão temporária decretada na quarta-feira (30).

O delegado informa que apenas cumpriu a medida judicial e que o prefeito permanecerá na unidade até o fim do prazo legal ou ordem em contrário – a defesa já entrou com habeas corpus. A prisão de Olarte decorre da Operação Coffee Break, sobre suspeita de esquema de corrupção para cassar o prefeito, Alcides Bernal (PP).

Jornal Midiamax