Química e física foram mais difíceis, afirmam candidatos

 

Para os candidatos que foram prestar o (Exame Nacional do Ensino Médio) neste sábado (23), era unânime que neste ano a prova estava mais difícil que nos anteriores. E o terror de muitos estudantes, as matérias de química e física ficaram no topo da lista das questões mais difíceis.

Raíza dos Santos, de 20 anos, tenta pela terceira vez o Enem e neste ano prestou para contabilidade e administração. “Achei a prova difícil, principalmente, de química e física”. A candidata ainda explicou que os fiscais avisaram que nada além da caneta poderia ser deixado em cima da mesa.

“Eu vi uma pessoa reclamando que teria sido expulsa da sala por estar usando lápis, mas foi avisado e no edital estava explicando que não poderia ser usado lápis”, explica. A estudante Karina Rodrigues, de 17 anos, fala que fez a prova como teste.

“Quero cursar letras e fiz como um teste. Achei a prova de química e física bem difícil”, fala. Karina ainda diz que na porta dos banheiros os candidatos eram submetidos a um detector de metais.

Para Raira dos Santos, de 18 anos, que pretende cursar enfermagem este ano a prova estava bem difícil. “Estava muito difícil, mas estou esperançosa para o domingo”, diz. Outra candidata que está apostando na sorte é a comerciária Vera Guimarães, de 47 anos, que há 20 anos parou de estudar. “Faz muito tempo que parei de estudar é a primeira prova que faço. Estou apostando na sorte”, relata.

Já para a recepcionista, Fernanda Cáceres, de 25 anos, que está na quinta tentativa, a prova estava tranquila. “A prova estava bem elaborada, mas é preciso estudar”, afirma a recepcionista que também sentiu dificuldades com a matéria de exatas.