Cotidiano

Empresa põe lona em casas destelhadas e moradores temem mais estragos

Seguro para reparar estragos será acionado na segunda

Midiamax Publicado em 11/07/2015, às 20h45

None
img-20150711-wa0079.jpg

Seguro para reparar estragos será acionado na segunda

Os moradores do Residencial Leonel Brizola, no Jardim Antarctica, em Campo Grande, temem que os estragos causados pela chuva deste sábado (11) se tornem ainda maiores e coloquem as famílias em risco. Isto porque, segundo os moradores, a empreiteira responsável pela obra foi ao local e colocou apenas uma lona sob as casas destelhadas.

Nesta tarde (11), uma equipe da empreiteira VBC Engenharia, responsável pela obra do residencial Leonel Brizola, foi ao local e fez o reparo provisório.

De acordo com o síndico do condomínio, Luiz Fernando Vilas Boas, a empresa foi acionada pelos moradores, foi até o local, colocou lona nas casas prejudicadas e disse que não poderia fazer mais nada por hoje e que somente na segunda-feira (13) o seguro seria acionado.

O medo dos moradores é de que, com apenas a lona de ‘proteção’ e a previsão de mais chuvas e ventos fortes, a estrutura possa ser afetada ainda mais. Além disso, eles temem que, pela constante burocracia de acionamento de seguro, a situação se prolongue. Parte das 272 moradias do residencial Leonel Brizola 1 e 2 foram destinadas ao programa Minha Casa Minha Vida.

Edna Feitosa dos Santos, que mora no local desde janeiro deste ano, convive com os problemas estruturais desde quando se mudou. Primeiro, um torneira trincou no meio e elas mesmo teve que trocar, em virtude da demora da empresa para fazer o reparo, depois as paredes do banheiro e do corredor racharam.

Com a chuva desta manhã, a Defesa Civil foi acionada e constatou destelhamento em pelo menos 20 residências em diferentes bairros de Campo Grande.

As equipes não precisaram retirar nenhuma família, porque os destelhamentos foram parciais, informou o coordenador da Defesa Civil, Alex Barbosa. A empreiteira também foi procurada pela equipe do Jornal Midiamax, nesta tarde, mas não atendeu às ligações, assim como a Caixa Econômica Federal, que deve emitir seu posicionamento oficial na segunda-feira (13).

No condomínio residencial Nelson Trad, região do Jardim Carioca, oeste de Campo Grande, a chuva também deixou estragos. Por lá, a Broksfield, empresa responsável pela construção acionou funcionários terceirizados para reparar os danos nos telhados. Novas telhas foram colocadas durante toda a tarde, mesmo assim, os moradores questionam a validade da medida.

“Eles estão arrumando, mas não é do jeito certo. As telhas estão soltas na ponta se ventar de novo vai voar tudo”,  lamenta o morador Odair de Souza, 22 anos. A tempestade agravou a infiltração que já preocupava o morador. “Já estava com infiltração, agora encharcou de vez a parede toda”, conta. 

Jornal Midiamax