Em ‘dia D’ contra a dengue, Saúde diz ter capacidade para atender 4 mil pacientes

Prefeitura realizou ação nesta sexta-feira
| 04/12/2015
- 15:09
Em ‘dia D’ contra a dengue, Saúde diz ter capacidade para atender 4 mil pacientes

Prefeitura realizou ação nesta sexta-feira

Para conscientizar a população dos riscos da e necessidade de prevenção, a Prefeitura de Campo Grande realiza na manhã desta sexta-feira (4), um 'dia D' se combate a dengue. De acordo com o secretário municipal de saúde Ivandro Correa Fonseca, em caso de epidemia, a Capital tem capacidade para atender até 4 mil pacientes com suspeita de dengue. 

Fonseca disse ao Jornal Midiamax que neste ano, desde janeiro, foram notificados 7.209 casos suspeitos de dengue. Destes, 3.819 foram confirmados. Com relação a chikungunya, foram 62 notificações e dois casos importados confirmados. Também são investigadas 34 suspeitas de vírus. 

Durante o lançamento da campanha, o secretário ressaltou a importância de a população fazer a parte dela. Segundo ele, alguns pacientes com dengue, depois de saírem hospital, receberam a visita do agente de saúde e foi constatado que no quintal havia foco do mosquito. “Não adianta o poder publico fazer a parte dele. Enquanto a população não fizer a parte dela, não vamos conseguir vencer”. O secretário disse ainda que o descaso da população no combate ao mosquito seria o responsável pela lotação nas unidades de saúde. 

Secretário diz que expectativa é atender população em unidades de saúdeAo todo, segundo a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), serão 120 dias de ações intensificadas de combate ao mosquito da dengue. A rede de saúde está equipada com 300 leitos em UBS (Unidade Básica de Saúde), UBSF (Unidade Básica de Saúde Familiar), CRS (Centro Regional de Saúde) e UPA (Unidade de Pronto Atendimento). A expectativa da Prefeitura é conseguir atender a população nas unidades e haver necessidade de levar aos hospitais. 

Para o combate, serão aproximadamente 6 mil funcionários, sendo 2,5 mil agentes. A rede pública já conta com 80% dos medicamentos e outros estão sendo providenciados e em algumas há o “terceiro turno”. Haverá dez veículos equipados com fumacê e mais seis devem chegar na próxima semana. Serão 60 carros envolvidos no combate e 170 profissionais atuando no fumacê. 

A borrifação será feita de madrugada e também das 16 às 21 horas. Além do fumacê nos carros, também nas bombas manuais que os agentes passam nas casas.

Veja também

Corpo de Bombeiros realizam combate a um încêndio de grandes proporções no Bairro Vida Nova...

Últimas notícias